Exportações de calçado aumentaram 16% no ano passado

calcado1Em 2011, as exportações da indústria portuguesa de calçado totalizaram 1.560 milhões de euros, o que representa um aumento de 16% em relação ao ano anterior, segundo dados ontem divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O mesmo instituto revela que, o ano passado, a taxa de exportação do sector atingiu 95% da produção, traduzindo a comercialização de cerca de 75 milhões de pares de sapatos em mais de 130 países. O volume de exportações cresceu ao triplo das importações que, entre Janeiro e Dezembro de 2011, subiram 5,7% para 541 milhões de euros.

Este é «um dos melhores desempenhos de sempre do sector», comenta a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado (APICCAPS), acrescentando que, com o saldo positivo da balança comercial superior a mil milhões de euros em 2011, o calçado português «reforçou o seu estatuto como produto que mais positivamente contribui para a balança comercial portuguesa».

Segundo a associação do sector, as exportações da indústria portuguesa de calçado estão a crescer em «praticamente todos os mercados», em especial dentro do espaço comunitário, como Alemanha, França, Espanha e Holanda.

Ainda assim, a associação prevê um reforço do investimento no sector para 2012, centrado na internacionalização das marcas portuguesas. Com o apoio do Programa Compete, o sector prepara-se para investir 11 milhões de euros numa «mega-ofensiva promocional em mais de 30 países, que se traduzirá em dezenas de acções de imagem e na presença nos principais fóruns comerciais da especialidade», afirma a APICCAPS em comunicado. Fora de portas, os modelos Sara Sampaio e Kevin serão as novas caras do calçado português, no âmbito da campanha “A indústria mais sexy da Europa”, que a associação descreve como uma «”operação de charme” à escala mundial».

Em Março, o calçado português regressa às feiras internacionais, com destaque para a presença nacional na GDS, de Dusseldof, e MICAM, de Milão.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão