Sony e Disney lançam polémico serviço de aluguer de filmes

Disney_2A Sony Pictures Entertainment e a Walt Disney aliaram-se na luta contra a pirataria na internet. As duas companhias lançaram um serviço de streaming de vídeos que permite o aluguer de filmes, mesmo que ainda estejam em exibição nas salas de cinema.

O serviço está a ser testado na Coreia do Sul e representa a primeira vez que grandes estúdios americanos oferecem aos consumidores a opção entre comprar um bilhete de cinema ou alugar um filme para assistir em casa – seja através da internet ou da televisão. Curiosamente, a primeira (e única) experiência do género aconteceu em Portugal, em 2011, quando a Disney ofereceu a possibilidade de os utilizadores fazerem o aluguer “on demand” do filme “Tangled” (“Entrelaçados”, em Portugal), apenas seis semanas depois de ter estreado nos cinemas.

De acordo com o Wall Street Journal, o lançamento do serviço está a ser contestado por algumas das principais cadeias de cinema norte-americanas, como o Regal Entertainment Group e a AMC Entertainment Holdings, que se recusam a disponbilizar os filmes numa “janela”- termo utilizado na indústria para descrever o período de tempo entre o lançamento dos filmes no cinema e em casa (através de DVD, Blu-ray ou vídeo “on demand”) – inferior a 90 dias

«Uma janela curta ou um lançamento simultâneo prejudica a proposta de valor que é oferecida aos consumidores» de cinema, defende Patrick Corcoran, porta-voz da associação norte-americana de defesa dos detentores de cinemas.

Ora, os filmes disponibilizados, até ao momento, na Coreia do Sul, através do novo serviço da Disney e da Sony, chegaram a ser lançados com um desfasamento mínimo de três semanas em relação à data de estreia nos cinemas.

A Coreia do Sul é o oitavo maior mercado cinematográfico do mundo.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual