Portugueses preferem produtos Made in Portugal

compras_2

Os portugueses consomem cada vez mais produtos “Made in Portugal”, preferencialmente dos sectores alimentar. Esta é uma das conclusões do estudo “The “Made in Portugal” consumption and Country-Of-Origin perception in the context of crisis and austerity”, levado a cabo por Paula Arriscado, Rosa Conde e Bruno Galante, docentes do IPAM – The Marketing School e que foi apresentado na Conferência Internacional de Marketing e Comportamento do Consumidor. Da avaliação que os portugueses fazem do produto nacional ressaltam, três ideias fortes: são atractivos, difíceis de identificar e não são comercializados em muitos países.

Os consumidores portugueses destacam a alta qualidade dos produtos e o seu design, sobretudo associado ao calçado, vestuário e acessórios, assim como artigos para o lar, emboram reconheçam que por vezes são mais caros (68%).

74,9% dos inquiridos defendem que comprar produtos fabricado noutros países coloca os portugueses no desemprego, sendo categóricos ao afirmar os produtos nacionais “hoje e sempre” ( 82,6%), de modo a “manter Portugal a trabalhar” (89,7%). Todavia não são apologistas da criação de entraves legais às importações (59,1%).

O estudo “The “Made in Portugal” consumption and Country-Of-Origin perception in the context of crisis and austerity” foi desenvolvido entre Maio de 2012 e Abril de 2013, tendo resultado numa amostra de 438 inquiridos, sendo que 59,4% são homens, da região do Porto (54,69%), com um rendimento superior a 30.000 euros (39,7%), com uma idade compreendida entre 35-44 anos (44,3%), tendo como habilitações literárias até à licenciatura (59,9%).

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?