Pode uma bicicleta compensar tudo o que um carro fez?

carma-redimensionadaEste é o desafio a que se propõe responder a Leo Burnett Lisboa. A agência lançou, em parceria com a revista B – Cultura da Bicicleta, o Projecto Carma, através do qual pretende utilizar uma bicicleta construída a partir da sucata de um Mercedes para compensar os mais de 150 mil quilómetros percorridos pelo automóvel na sua “vida anterior”.

A iniciativa pretende “contribuir para relançar a discussão sobre a mobilidade e ecologia nas grandes cidades”, explica a Leo Burnett Lisboa em nota de imprensa. A bicicleta Carma – que junta as palavras “karma” e “car” -, cujas peças foram quase na totalidade criadas a partir das componentes retiradas da sucata do automóvel, como o motor ou os estofos, foi construída pela Rcicla Bicicletas.

Para completar esta missão, a agência vai organizar, a partir do mês de Maio, um “roadshow” pelo País, onde irá desafiar os habitantes de diferentes localidades a ajudarem a percorrer os 150 mil quilómetros necessários. «Qualquer pessoa poderá participar» no desafio da Leo Burnett e percorrer os quilómetros que quiser, sendo que a bicicleta será equipada com um dispositivo GPS para contabilizar a distância percorrida, explicou à Marketeer Luciana Cani, directora criativa da Leo Burnett Lisboa. Por enquanto, não estão ainda definidas as cidades que irão receber a bicicleta, para além de Lisboa e Porto.

O projecto da Leo Burnett Lisboa e da B – Cultura da Bicicleta está nomeado para a edição deste ano do concurso Velo-City, na categoria “Design, Fasion and Cycling Equipment”. O concurso visa distinguir ideias “inovadoras e potencialmente úteis no âmbito do ciclismo urbano”, sendo que a final decorrerá entre 11 e 14 de Junho em Viena, Áustria. Nesta fase, as votações estão abertas ao público no site da competição.

Até ao final do mês, a bicileta estará em exposição no Vélocité Café (Av. Duque D’Ávila, Lisboa), bem como uma linha de acessórios, como roupa e malas, com apontamentos feitos a partir dos estofos do automóvel. Os acessórios contam com a assinatura da empresa Rasto.

A inciativa deu ainda origem a uma curta-metragem, produzida pela Albiñana Films, a qual está disponível no site do Projecto Carma.

Texto de Daniel Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)