Nissan rasga contrato de patrocínio com o Vasco da Gama

815866_2Na sequência dos recentes confrontos entre as claques do Vasco da Gama e do Atlético Paranaense, na última jornada do campeonato brasileiro de futebol, a fabricante automóvel Nissan terá decido cancelar o contrato de patrocínio com o clube carioca, de acordo com a imprensa brasileira.

O contrato entre a marca automóvel e o Vasco da Gama tinha sido assinado em Julho passado e deveria ser válido por três anos, valendo ao clube carioca sete milhões de reais (cerca de 2,18 milhões de euros) por ano. Mas, segundo a imprensa brasileira, a Nissan terá ficado “chocada” com as imagens de violência entre as duas claques, que correram mundo, e não estará disposta a manter o contrato de patrocínio, com base no qual o logótipo da marca estava presente nas costas das camisolas do Vasco da Gama.

Os confrontos entre as claques tiveram lugar no passado dia 8, durante um jogo entre os dois clubes a contar para a 38ª e última jornada do “Brasileirão”, e provocaram quatro feridos. Na passada sexta-feira, o Supremo Tribunal de Justiça do Brasil (TSJD) decidiu sancionar o Atlético Paranaense, o clube da casa, com 12 jogos de interdição do seu estádio e o Vasco da Gama com oito. Além disso, o Atlético Paranaense terá que pagar uma multa de 120 mil reais (37,7 mil euros) e o Vasco da Gama de 80 mil reais (25 mil euros).

Recorde-se que, na partida em causa, o Vasco da Gama perdeu por 5-1 e foi atirado para a segunda divisão do futebol brasileiro, juntamente com o campeão da época passada, o Fluminense.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Desafio Global reforça equipa
Automonitor
Foi mandado parar numa operação STOP? conheça os seus direitos e deveres