Milionário australiano vai construir Titanic II

clivepalmer1O milionário australiano Clive Palmer encomendou a uma construtora naval chinesa uma réplica do século XXI do Titanic. A construção vai começar no final do próximo ano, e o navio deve estar pronto para embarcar em 2016.

Clive Palmer, que fez fortuna na indústria mineira, entregou o projecto à empresa estatal chinesa CSC Jinling Shipyard, sediada em Nanjing. O plano do empresário, de 58 anos, passa por construir uma réplica o mais possível fiel em termos de design ao original, mas incorporando tecnologia moderna. O navio «será tão luxuoso quanto o Titanic em tudo, mas estará, obviamente, dotado de tecnologia do século XXI e dos mais recentes sistemas de navegação e segurança», anunciou Palmer em comunicado, citado pela BBC, sem adiantar o montante do investimento.

O “Titanic II” vai ter as mesmas dimensões que o original, com 270 metros de comprimentos, bem como 840 cabines, ginásios, piscinas, livrarias e restaurantes, avançou o empresário, acrescentando que, se tudo correr como planeado, o navio deverá estar pronto para embarcar em 2016. A viagem inaugural já está marcada: partirá de Londres com destino a Nova Iorque.

O anúncio do projecto surge no ano em que se assinalam 100 anos após o naufrágio do Titanic. Segundo Clive Palmer, o novo navio é uma homenagem à tripulação que perdeu a vida. «Aquelas pessoas fizeram um trabalho que ainda hoje merece a nossa admiração. Queremos que esse espírito se perpetue por mais 100 anos», afirmou, citado pela agência AFP.

De acordo com a revista australiana BRW, Clive Palmer, com uma fortuna avaliada em 5,05 mil milhões de dólares australianos (aproximadamente quatro mil milhões de euros), é o quinto homem mais rico da Austrália. Segundo a BBC, Palmer é proprietário de um resort de luxo em Sunshine Coast, Queensland, e pretende construir uma frota de cruzeiros de luxo.

O navio de cruzeiro Titanic naufragou durante a sua viagem inaugural, na madrugada do dia 15 de Abril de 1912, depois de ter encalhado num iceberg no Oceano Atlântico. O paquete, o maior e mais luxoso da sua época, era propriedade da empresa White Star Line, e foi construído nos estaleiros navais da Harland and Wolff, em Belfast, Irlanda do Norte. O acidente vitimou 1514 pessoas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal