Jardins e largos de Lisboa invadidos por música e dança

Entre 27 de Agosto e 29 de Setembro, os jardins e largos da capital portuguesa ganham nova vida. O Lisboa na Rua está de regresso e traz com ele actividades de entrada livre para miúdos e graúdos, desde a música ao teatro, passando pela dança e pela literatura.

Exemplo disso é a inauguração do Bibliófilo, biblioteca ao ar livre com edições raras e que durantes os fins-de-semana disponibilizará estas histórias a todos os que passarem pelo jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta (Campo Grande). É também aqui que haverá jazz ao final das tardes de sábado, graças aos jovens músicos que fazem parte dos Encontros de Jazz Júnior.

As noites de quinta-feira, por seu turno, serão dedicadas ao “(Sou do) Fado”, que se divide pelos jardins do Torel, Vasco da Gama, Quinta das Conchas e Parque dos Moinhos de Santana. Os concertos ficam a cargo de Maria Ana Bobone, Duarte, Helder Moutinho e Cristina Branco.

Chegados à sexta-feira, a história é outra. O último dia da semana de trabalho fica marcado pelo cinema ao ar livre no Jardim Zoológico: o CineCidade irá exibir uma selecção de filmes clássicos de aventura a partir das 21h, incluindo “O Feiticeiro de Oz”.

Ao domingo, destaque para “Dançar a Cidade”, iniciativa com aulas abertas de diferentes estilos. Podem participar dançarinos ou apenas curiosos no recém-qualificado Rossio de Palma.

Destaque ainda para o concerto de Real Combo Lisbonense no dia 7 de Setembro, no coreto do Jardim da Estrela, a partir das 21h30. Uma semana depois, há novo Vale do Silêncio com o concerto “Amor no Vale”, no Parque dos Oliveais.

Lisboa Soa, festivais Fuso e Lisboa Máfica fazem também parte das propostas da edição deste ano do Lisboa na Rua. A programação completa pode ser consultada no site da iniciativa.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Airbus vai ter open day. Há 90 vagas para fábrica portuguesa
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift