As marcas estão a sair do armário

A inclusão dos temas LGBTI na publicidade é realidade que veio para ficar. Mas, alertam o criativo Pedro Pires e a presidente da ILGA, Ana Aresta, os contextos de inclusão têm de ser naturais e não forçados. Só dessa forma a publicidade consegue ajudar a criar uma consciência de massas e entrar no campo da normalização dos comportamentos. Certo é que passou a ser cada vez mais comum ver casais não heterossexuais nos anúncios portugueses, seguindo uma realidade que já existe em diversos outros países. Um grande passo se lembrarmos que, em Portugal, esta era uma realidade muito improvável há bem poucos anos, lembram os criativos Marcelo Lourenço, Susana Albuquerque e Ricardo Lourenço. Mas, hoje, de diferentes sectores e para diferentes targets, há marcas a tratar a inclusão por “tu”. Conheça os casos da Belissimo, Free Now, Levi’s, Sumol, Super Bock, Vans, Variações e Yotel.

Texto de Daniel Almeida, Filipa Almeida, Maria João Lima e M.ª João Vieira Pinto

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Maio de 2022 da revista Marketeer

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...