25 anos de rock e cerveja

MARKETEER CONTENTS

Ainda estamos no Verão, mas o Super Bock Group já riscou do calendário um dos momentos mais relevantes do ano: a 25.ª edição do Super Bock Super Rock (SBSR). Para assinalar a data especial, o festival atravessou o Tejo e regressou ao Meco, em Sesimbra, mas desta vez num recinto completamente renovado, para proporcionar uma melhor experiência aos festivaleiros. Lana del Rey, Metronomy, Disclosure, Jungle ou Conan Osiris foram alguns dos artistas nacionais e internacionais que compuseram a banda sonora desta edição do Super Bock Super Rock.

«Foi uma edição de celebração, de um festival que tem um património de que muito nos orgulhamos, que voltou a surpreender e ficará certamente na memória de quem viveu esta 25.ª edição, pela música autêntica e boas experiências que foram proporcionadas no festival», afirma Miguel Araújo, director de Comunicação e Relações Institucionais do Super Bock Group. Esta edição ficou ainda marcada pela realização de diversas acções de sustentabilidade, «um dos pilares mais importantes da actuação da Super Bock, a par da experiência cervejeira e da música autêntica», refere o responsável.

No recinto, a Super Bock voltou a disponibilizar os seus copos reutilizáveis, mas com uma novidade: existiam copos personalizados com o cartaz desta edição e, para promover ainda mais a reutilização de plástico, foi possível, a quem quisesse, levar os copos “amigos do ambiente” das três edições anteriores do SBSR. Outra das experiências proporcionadas pela marca encontrava-se na área do campismo: uma máquina de cerveja movida a energia solar.

Um projecto que a Super Bock criou em parceria com a empresa SunEffects e que incluía um sistema de bebidas de pressão, que permite a refrigeração de bebidas em latas, garrafas em PET ou em vidro. Ainda no âmbito da adopção de boas práticas ambientais no recinto do festival, e sob a chancela de Vitalis, os festivaleiros encontraram vários recipientes para o depósito de garrafas de água de plástico vazias, de forma a poderem ser separadas e enviadas para os devidos programas de reciclagem, numa iniciativa desenvolvida em conjunto com a ONG Sciaena e artistas de Sesimbra.

«Também nesta matéria fazemos um balanço positivo, pois verificamos que existe uma boa receptividade por parte dos festivaleiros a iniciativas deste género», sublinha Miguel Araújo. Ainda na “ressaca” do Super Bock Super Rock, mas analisando aquele que é um dos períodos mais fortes para as vendas de cerveja, o Verão, o Super Bock Group pretende «continuar a reforçar a ligação da marca ao território da música, através de campanhas de comunicação e de experiências diferenciadoras que vamos proporcionar ao consumidor nos vários pontos de contacto, nomeadamente nos festivais de Verão e outras festividades, na maioria dos quais estamos presentes», garante o director de Comunicação e Relações Institucionais do Super Bock Group.

Este ano, todas as acções e iniciativas vão decorrer sob o conceito agregador que foi definido para a marca: “Super Bock & Música. Amizade Autêntica”.

Reforço no futebol

Mas nem só de música se faz o plano de comunicação e activações das marcas do Super Bock Group. Logo no início de 2019, a marca Super Bock tornou-se Cerveja Oficial da Liga Portugal, abrindo caminho para o reforço da insígnia no território do futebol. No âmbito desta parceria, a Super Bock passa a apoiar as principais provas de futebol do calendário nacional (Liga NOS, LigaPro e Allianz Cup) e vai poder proporcionar, nas diferentes competições, acções promocionais como, por exemplo, passatempos de oferta de bilhetes para os jogos da Liga Portugal.

«É uma parceria que reforça o nosso compromisso com o futebol, um território ao qual estamos associados há mais de 25 anos. É um património que temos vindo a construir em estreita colaboração com os clubes e com várias entidades, nomeadamente a Liga Portugal, com o objectivo de estarmos próximo dos adeptos, a promover o convívio e o ambiente festivo, que são características da modalidade. Esta parceria permite-nos comunicar de forma consistente nos vários touchpoints, proporcionando acções de visibilidade da marca Super Bock e activações onde damos a conhecer a nossa experiência cervejeira», explica Miguel Araújo.

Além disso, a marca Super Bock é patrocinadora do Sporting Clube de Portugal e do Futebol Clube do Porto, tendo visibilidade nos equipamentos e estádios destes clubes. A marca disponibiliza ainda a plataforma digital “Super Bock Super Adeptos”, onde se encontram conteúdos e um conjunto de experiências para os adeptos, bem como resumos de todos os jogos da Liga NOS. À entrada de mais uma época desportiva, os objectivos e expectativas da Super Bock não poderiam ser melhores.

«Olhamos para a nova época desportiva com confiança e entusiasmo, cientes de que o nosso desafio é o de conseguirmos continuar a proporcionar as melhores experiências aos adeptos, num contributo conjunto entre a Super Bock e os vários parceiros, nomeadamente a Liga Portugal e os clubes», frisa o director de Comunicação e Relações Institucionais do grupo.

Acompanhar tendências

Presente em mais de 50 mercados, o Super Bock Group tem como prioridade investir em inovação para acompanhar as tendências que se verificam no sector cervejeiro, não só em Portugal como no resto do mundo. Por essa razão, e apesar das cervejas mainstream se manterem no topo do consumo e as de maior rotação, o grupo tem vindo a alargar o seu portefólio a outras categorias. É o caso das gamas Selecção 1927 e Coruja, que marcaram a entrada do Super Bock Group nas categorias das cervejas artesanais e especiais, respectivamente, e respondem à maior apetência do consumidor português para experimentar novos estilos, aromas e sabores de cerveja. A gama Selecção 1927 foi lançada em 2013 com uma forte associação ao sector da gastronomia e já contabilizou mais de 15 variedades distintas, incluindo edições limitadas. Já este ano, foi introduzida no mercado a Super Bock Selecção 1927 Japanese Lager, ideal para acompanhar pratos asiáticos.

Quanto à Coruja, foi lançada no ano passado, e trata-se de uma cerveja produzida com recurso à técnica dry hopping, que consiste na adição tardia de lúpulo. Até ao momento, conta com três variedades (Hoppy Lager, American Amber Lager e India Pale Ale). Destaque ainda para a marca Somersby, que hoje lidera o segmento das sidras (veja caixa). «As cervejas especiais e de cariz artesanal que o Super Bock Group tem lançado registam boa aceitação, com cada vez mais apreciadores», afirma Miguel Araújo. «Ainda antes das cervejas especiais e artesanais serem consideradas uma tendência em Portugal, já o Super Bock Group tinha feito um investimento significativo numa minifábrica, o que revela bem o compromisso da empresa em dinamizar o sector, em diversificar a sua oferta e explorar novas ocasiões para desfrutar de uma cerveja», sublinha.

A procura pela adopção de um estilo de vida mais saúdavel tem-se vindo a estender também ao sector cervejeiro português e levou, já este ano, diversos players do sector a criar ou reforçar a sua oferta de cervejas sem álcool. O Super Bock Group lembra, no entanto, que esta categoria já existe no mercado nacional há mais de uma década, quando o grupo lançou a primeira cerveja sem álcool 0.0% em Portugal. «Foi o primeiro passo para a criação desta categoria e mantemos até hoje a aposta nas cervejas sem álcool. Podemos afirmar que antecipámos esta tendência de consumo», frisa Miguel Araújo.

Quanto ao que resta do ano, o responsável adianta que o objectivo do Super Bock Group passa por continuar o trabalho de dinamização das suas marcas e da oferta. «De uma forma global, pretendemos consolidar a liderança do Super Bock Group no mercado nacional, e prosseguir com uma operação internacional alargada, estando presentes em mais de 50 países, de forma bem-sucedida, relevante e sustentável», conclui. /

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Produção de carros em outubro quase nos 15%