Stairwell, sem misericódia!

Não há misericórdia no n.º 139 da Rua da Misericórdia, em Lisboa. A culpa é do chef Gonçalo Caratão que, à frente do recém-aberto Stairwell – o novo restaurante do grupo Porto Santa Maria – nos faz despertar vários sentidos, do paladar ao olfacto.

Gonçalo é jovem, fez esta semana os seus 30 anos. Mas, apesar do recato, mostra bem à mesa a experiência e conhecimentos angariados na Dinamarca, onde passou por restaurantes como o Gemyse, Hotel D’ Angleterre ou Marchal (uma estrela Michelin), ou com o chef Miguel Laffan de quem foi sous-chef.

A carta é simples, sem demasiadas pretensões, mas a responder precisamente ao que o espaço quer. Aliás, quem passa pelo Stairwell pode começar por pensar que as portas se abrem apenas e só para um wine-bar. Também o é, de facto – e a garrafeira é de aplauso. Mas é muito mais!

Garrafeira stairwell

No piso de cima, há o balcão de bar e duas mesas, copos e garrafas, de uma carta onde figuram 130 vinhos portugueses escolhidos criteriosamente por José Peixoto, um dos nossos melhores “sommeliers”. Já seria razão que baste para entrar. Mas depois há as escadas que nos conduzem à sala, no inferior. E é aqui que os vinhos “comprados” por José Peixoto ganham mais alma ainda ao cruzarem-se com as criações do chef.

Gonçalo começou por nos brindar com umas ostras fresquíssimas, de Setúbal, regadas com vinagrete de estragão e umas pequenas pérolas de tapioca (2,80 euros a unidade), e acompanhadas por um espumante bruto das Caves Messias. Se acha que a combinação não faz sentido, tente não pensar nisso e peça para provar…

Seguiam-se umas gambas à guilho (9,80 euros), no ponto, mas apenas a precisar de um ligeiro toque de sal. Aqui José Peixoto cruzou com um improvável – mas demasiado bem conseguido – Avesso de Santo Tirso!

Sim, foram só as entradas. Porque, depois, rendemo-nos por completo à sugestão do chef: garoupa glaceada com açorda de espargos e molho branco de bivalves, amêijoas (17 euros). Gonçalo, não sei se o melhor da garoupa – que estava na perfeição – não é a açorda. A primeira garfada é também o primeiro passo para o caminho da tentação! É um misto incrível de sabores, que nos faz não querer parar. Sabe aquela sensação quando começa a comer batatas fritas, que pensa ser só uma e quando dá por si já foi o pacote todo? Pois, é mais ou menos isso. Mas melhor, bem melhor! É, mesmo, daqueles sabores que ficam na memória.

E se já não queremos saber de mais nada, para não estragar, o chef insiste em que se prove o carabineiro com risotto de laranja (23 euros). Em boa hora o fez. O animal, fresco, tenro e com todo o sabor a mar. O risotto, esse vem da mesma escola de quem fez as migas do prato anterior. E ainda sobressaem mais quando José Peixoto os cruza com um Arinto.

carabineiro stairwell

No Guincho, o Porto de Santa Maria é porto seguro há anos. Em Lisboa, o Stairwell não irá deixar ficar mal visto o irmão mais velho.

Há razões mais que suficientes para entrar no 139 da Rua da Misericórdia. Mas se não quiser jantar e preferir ficar só pelas tapas, saiba que tem dezenas de vinhos que podem ser pedidos a copo… até mesmo o Pêra Manca.

Convencido?

Morada: Rua da Misericórdia, 139, Lisboa

Tel: 21 347 16 44

Aberto de segunda-feira a domingo, das 12h30 às 23h

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir