Marcas de luxo sobressaem no mercado chinês

luxury-chinaAs marcas de luxo têm conseguido sobressair na conjuntura económica, com a liquidez económica apresentada por alguns consumidores chineses.

Jóias dispendiosas, vinhos especiais, relógios de gama alta, carros de luxo feitos à medida… são alguns dos segmentos que mais têm crescido na China.

O The New York Times publica que a China “rica” está a esbanjar dinheiro, independente da realidade económica mundial. A comprová-lo está o caso da falência da Lehman Brothers, em Dezembro de 2008, enquanto a marca de joalharia Christie’s crescia mais de 22 milhões de euros em vendas em Hong Kong.

Segundo comenta o jornal americano, a China têm dinheiro e quer que os outros países o reconheçam. Para os endinheirados chineses, a qualidade do produto interessa mais do que o seu preço, mas quanto mais caro for, melhor.

Uma dinâmica que tem atraído as marcas de luxo. Há, por isso, quem defenda que as marcas de luxo na China devem aumentar o seu preço, para valores extravagantes, mantendo o critério de luxo numa economia que tem dinheiro a mais.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Luís Araújo é o keynote speaker da XVIII Conferência Human Resources
Automonitor
Vídeo: Intervenção de Miguel Rodrigues na 2ª Conferência AUTOMONITOR