Condé Nast funde operações e procura novo CEO

A Condé Nast vai combinar as operações dos Estados Unidos da América (EUA) e restantes países, criando uma só estrutura. Segundo Steve Newhouse e Jonathan Newhouse, responsáveis pelo grupo que controla a Condé Nast, este é o caminho certo para cumprir o potencial da editora junto do público e parceiros.

Numa nota enviada aos colaboradores, reportada pela AdAge, ambos avançam ainda que, na sequência desta decisão, pretendem encontrar um novo CEO com experiência global. Actualmente, Bob Sauerberg desempenha este papel nos EUA, mas a Newhouse estará interessada em atrair a atenção de alguém de fora e capaz de gerir a nova Condé Nast.

Com títulos como GQ, Allure, Vanity Fair, The New Yorker e Vogue, a Condé Nast tem sofrido com a ascensão de gigantes digitais como Google e Facebook. Dados do The New York Times apontam para uma quebra de 120 milhões de dólares (105,5 milhões de euros).

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?