Brunch para aquecer à beira-rio (ou no meio da cidade)

O início do Outono convida a uma refeição mais aconchegante, que aquece corpo e alma com a ajuda de iguarias gastronómicas e de bebidas que fazem esquecer os primeiros pingos de chuva – ainda que tão necessária – e a descida da temperatura. E é com este cenário em mente que o DeliDelux, em Lisboa, convida a um brunch, aquela refeição ideal para indecisos, uma vez que junta pequeno-almoço e almoço.

O brunch do DeliDelux está disponível tanto na loja de Santa Apolónia como no espaço mais recente, junto à Avenida da Liberdade. Porém, apenas no primeiro caso é possível encontrar esta opção todos os dias da semana. No DeliDelux do centro de Lisboa, apenas é servido ao fim-de-semana.

Escolhido o dia e o local pretendido, o passo seguinte é olhar para o menu e escolher um dos três brunches disponíveis: Delight, Delux ou Benedict. O primeiro junta iogurte grego, fruta e granola numa taça, combinação a que se somam panquecas com maple syrup, croissant multicereais e mini pão de malte, requeijão, fiambre de peru grelhado, manteiga e compota.

O Delux, por seu turno, inclui ovos mexidos com tomate grelhado, bacon e cogumelos salteados, croissant francês, cesto de pães de cereais e integral, queijo gouda e fiambre fumado, manteiga e compota.

A terceira opção é o brunch Benedict e, se a visita da Marketeer ao DeliDelux servir de indicador, é, porventura, o mais popular. Neste caso, são servidos ovos escalfados com molho hollandaise em bolo do caco, sendo que ainda é possível escolher um acompanhamento – salmão fumado, bresaola ou veggie. Na mesa ainda há espaço para um croissant francês, mini pães de cereais e integral, queijo gouda, fiambre fumado, manteiga e compota.

Seja qual for a opção escolhida, o brunch inclui duas bebidas (quente e fria) e café expresso. No leque de opções quentes, o DeliDelux propõe cappuccino, chá, chocolate quente, meia de leite ou galão. As bebidas frias, por outro lado, vão deste chá gelado DeliDelux a sumo de laranja ou limão – preparado pelo cliente, que pode escolher a quantidade (ou não) de açúcar, por exemplo.

Texto de Filipa Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Airbus vai ter open day. Há 90 vagas para fábrica portuguesa
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift