Aveleda quer chegar aos 50 milhões em 2025

Para isso, está a afirmar-se como um player nacional, com investimentos em regiões como o Douro, Dão, Lisboa e Algarve, a reforçar portefólio para todos os segmentos, a investir em inovação e a piscar o olho a novos mercados externos, que analisa a cinco anos.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Fotografia de Egídio Santos

Muito mais que vinhos verdes, muito mais que Casal Garcia e muito mais que um player local. É verdade que continua a ser o maior produtor de vinho verde e que Casal Garcia ainda pesa 67%, mas desde 2014 que o Grupo Aveleda avançou com um forte plano de expansão e aquisições a seis anos, tendo saltado de 22 para 81 vinhos, de 150 para 550 hectares de vinhas, e de 28 para 40 milhões de euros de facturação. Desde então mantém o crescimento, com 44 milhões de euros em 2021, e prevê chegar aos 50 milhões em 2025. Martim Guedes, co-CEO, não vacila em relação à estratégia e perspectivas de resultados. Confirma que quer «uma oferta completa de vinho português nos segmentos médio, premium e super premium», mas que não tem nos planos continuar a ir às compras.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Setembro de 2022 da revista Marketeer.




loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.