Vhils assina nova peça Bordallo Pinheiro

Quando a arte urbana e a cerâmica se juntam o resultado é “Quimera”, um prato de grandes dimensões com assinatura de Vhils e Bordallo Pinheiro. O objectivo da parceria é assinalar o 135.º aniversário da Fábrica Bordallo Pinheiro, desafiando os limites da faiança artística, segundo explica a marca.

“Quimera” é a terceira peça da colecção “WWB – World Wide Bordallianos” e chega numa edição limitada a 135 exemplares numerados – um por cada ano de história da fábrica. Com 61 centímetros de diâmetro, o prato recupera uma técnica secular de sobreposição de vidrados que eram aplicados nas primeiras peças produzidas pela marca. Cada um dos exemplares é único e irrepetível, uma vez que são pintados à mão.

A peça vai buscar inspiração a Raphael Bordallo Pinheiro, o homem responsável por fazer nascer a fábrica e marca Bordallo Pinheiro. «Além da sua multidisciplinaridade, admiro a forma como Bordallo cruzou a produção artística com a manufactura, com tudo o que daí adveio, incluindo o enorme impacto que teve na acessibilidade e democratização da arte popular», comenta Alexandre Farto, mais conhecido como Vhils.

O artista explica ainda que o rosto que figura no prato é uma forma de humanizar a fábrica, «evocando pessoas que fizeram e fazem parte dela e continuam a construir sobre o legado de Bordallo. Um símbolo, em suma, da perseverança e da reinvenção, que mantém vivo este processo tradicional de produção». O rosto foi gravado através da remoção parcial das camadas superficiais com recurso a jacto de areia.

Nuno Barra, administrador da Bordallo Pinheiro, sublinha que trabalhar com Vhils foi como recuar à génese da fundação das Faianças Artísticas Bordallo Pinheiro, quando a palavra “impossível” não existia. «Em conjunto com o artista, desafiámos todos os limites técnicos e artísticos da faiança, transformando um material que está presente na vida da humanidade desde tempos imemoriais numa peça evocativa aos 135 anos da fábrica.»

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Produção de carros em outubro quase nos 15%