SEIDOR: Humanizar através da tecnologia

A relação de proximidade e a capacidade de ouvir os clientes são duas das características mais importantes da SEIDOR, consultora tecnológica global que chegou a Portugal em 2014 para oferecer ao mercado nacional soluções e serviços em áreas como inovação, experiência de cliente, ERP e analytics. O portefólio disponibilizado é abrangente e responde a qualquer tipo de desafio que as grandes empresas, as PME ou o sector público podem enfrentar de forma a serem mais competitivas através da tecnologia.

Além disso, a consultora sabe olhar para o momento que os clientes estão a atravessar e perspectivar caminhos para o futuro. «Vivemos cada desafio como nosso, porque só alicerçando relações de confiança podemos ser um parceiro de longo prazo na adopção de medidas e soluções para os nossos clientes. A prova disso é a nossa taxa de retenção dos vários milhares de clientes que nos deram a oportunidade de crescermos em conjunto ao longo destes 40 anos», sublinha fonte oficial.

Criada em 1982, a SEIDOR partiu para uma aventura em Espanha com um pequeno grupo de colaboradores e uma única solução. Hoje, com presença internacional directa em 41 países e com mais de 80 escritórios, reconhece o esforço, talento e coragem das milhares de pessoas que se juntaram a este projecto e que permitiram que se instalasse, entre outros, em Portugal. Este sempre foi um mercado muito importante para o grupo e foi uma escolha natural para continuar a estratégia de internacionalização. O arranque da operação há oito anos focava-se na solução Business One para as pequenas empresas, mas já em 2018 a SEIDOR assumiu que existia espaço no mercado para as soluções de maior dimensão como o S/4 HANA e apresentou uma nova forma de estruturar o negócio com soluções Cloud, mais ágeis, mais económicas e com menor esforço em termos de recursos humanos.

«Chegamos a 2022 com todo este know-how e competência das equipas conjuntas para concretizar com sucesso um projecto ambicioso, com elevado potencial de crescimento. O investimento previsto em áreas de captação de recursos humanos, de retenção de talento e de crescimento rápido são a prova do interesse em Portugal.»

A escassez de talento atinge hoje quase todos os sectores da economia e faz-se sentir especialmente nas Grandes e Médias Empresas, a nível nacional. É neste contexto que se nota uma maior competitividade na busca por talento e que, obriga, por outro lado, os empregadores a apresentarem propostas de valor alinhadas com as preferências dos futuros colaboradores, que passam por modelos de trabalho flexíveis, possibilidades de desenvolvimento profissional, um bom equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. «Algo que há muito faz parte da nossa cultura organizacional», garante o porta-voz, adiantando que, para a SEIDOR, a captação não se tornou mais difícil, mas existe, porém, cada vez mais empresas do sector com a preocupação de oferecer o que a Seidor desde há muito proporciona às suas equipas.

CRESCER EM PORTUGAL (E NÃO SÓ)

Uma das principais metas da SEIDOR para este ano é tornar-se não só um parceiro SAP ainda mais relevante no mercado português, mas o parceiro SAP de referência. A consultora conta, actualmente, com uma unidade de negócios especializada em serviços end-to-end no ecossistema de soluções SAP: consultoria, implementação e manutenção aplicacional e gestão de infra-estruturas e venda de software. «Somos um dos maiores fornecedores de soluções SAP a nível mundial e detemos o estatuto de Platinum Partner da SAP, a categoria mais elevada da parceria SAP», revela o porta-voz.

Adicionalmente, a SEIDOR é membro fundador da United VARs, a maior aliança de empresas de consultoria SAP, a nível global. Esta aliança permite-lhe fornecer serviços em mais de 100 países, chegando hoje a mais de 2000 clientes em todo o mundo, com mais de 1300 projectos implementados e mais de 20 soluções proprietárias da indústria.

«Falar de mercado nacional e global é algo que se esbate cada vez mais.» Na perspectiva da consultora, as empresas consideradas de pequena ou média dimensão têm necessidades tão ou mais complexas que aquelas de grande dimensão e, além disso, o espaço tornou-se global – basta ligar a televisão ou ler um jornal. «Competimos com uma loja perfeitamente desconhecida, num modesto armazém em Singapura, Peru ou Brasil. Inovar, mas mantendo a ligação humana aos clientes, é hoje em dia uma necessidade para todas as empresas à escala global», acrescenta. Isto porque o consumidor é, agora, mais informado e exigente, com um nível de consciência muito maior daquilo que pretende e do que o mercado oferece. O desafio é, por isso, fornecer a informação adequada, no momento certo, algo que requer conhecimento personalizado no terreno.

A SEIDOR enquadra-se neste salto qualitativo. O vasto conhecimento interno da equipa de 6500 pessoas a nível global é um dos factores de destaque, que possibilita à consultora ter uma visão concreta de uma multiplicidade de negócios e de estratégias evolutivas comprovadas e que coloca ao serviço dos clientes. Desafios recentes, como a crise sanitária e respectivo processo de vacinação, a emergência climática e os conflitos geopolíticos, apresentam cenários cada vez mais incertos, aos quais as organizações devem responder com agilidade, honestidade e determinação e a SEIDOR está empenhada em apoiar essa resposta.

As áreas de interacção com o cliente, o chamado Customer Experience, são das mais solicitadas, uma vez que, «numa época em que as relações tradicionais de negócio mudaram e transformaram-se em relações de verdadeira parceria, de aconselhamento e, sobretudo, de atenção e proactividade constante junto dos clientes (na sua maioria em remoto), novas formas de fazer negócio tiveram de ser encontradas». A SEIDOR tem ajudado a redefinir os processos internos das organizações de modo a ajustá-los às necessidades solicitadas pelos seus mercados.

40 ANOS AO LADO DAS EMPRESAS

Partindo da premissa de que o futuro começa agora, a SEIDOR desvendou no início deste ano uma nova estratégia de marca que procura fazer da empresa uma consultora tecnológica de referência a nível mundial. Parte desta mudança envolve também uma nova identidade visual, que permite comunicar mais e melhor o que a SEIDOR é, como faz as coisas e o valor com que contribui. «Celebramos 40 anos com um percurso que nos tornou uma empresa global, sendo o momento certo para renovar a imagem de marca, demonstrando que todas as organizações evoluem e que queremos continuar com o mesmo espírito de missão e de renovação», explica a mesma fonte.

O principal driver da consultora é apresentar propostas de valor para empresas, promovendo um objectivo claro: “Humanizar o mundo através da tecnologia”. Esta mudança afigurava- se, assim, um imperativo, já que o novo propósito resume a cultura da SEIDOR e as suas aspirações.

Na SEIDOR, acreditam que outra forma de encarar o futuro é possível. «Acreditamos que, para enfrentar os novos desafios da era digital, temos os melhores aliados: tecnologia e, acima de tudo, pessoas. Acreditamos que, ao concentrarmo-nos nos seres humanos, avançamos, e por termos essa coragem, evoluímos », demonstrando que é possível humanizar o mundo através da tecnologia.

O logotipo desenhado por ocasião do 40.º aniversário evidencia isso mesmo: o azul, vinculado desde sempre à empresa, simboliza modernidade e tecnologia, o seu âmbito de actuação; e o branco representa a luz e a capacidade de criar – factores que definem a SEIDOR e que a empresa deseja transmitir. Na parte final do logo, concentra-se ainda um círculo azul gradiente, que visa sublinhar a importância do foco, simbolizando o avanço de qualquer empresa ou projecto.

A par da nova imagem, que está a ser aplicada em toda a rede da SEIDOR, nasce também um novo site corporativo, acessível em sete idiomas, um dos quais o português.

Este artigo faz parte do Caderno Especial “Marcas”, publicado na edição de Outubro (n.º 315) da Marketeer.

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.