Sabe gerir uma marca de luxo?

Nos últimos cinco anos, o mercado português de luxo cresceu 25% ao ano. Fundamentalmente são quatro as nacionalidades que o alimentam – angolanos, russos, brasileiros e chineses. Estes últimos, por sua vez, aumentaram o consumo em 300% no último ano. Dados que levam marcas e empresas a alinhar e redefinir estratégias e que estão a levar escolas, como a Nova SBE, a investir no desenvolvimento de cursos

Texto de M.ª João Vieira Pinto

O que une e o que separa o luxo da moda, da arte e do Premium Business Model? Como é que se desenvolvem as tendências do luxo? Qual a distinção entre luxury goods e experiencial luxury? E por que é que os conceitos tradicionais de Marketing não podem ser usados para a gestão de projectos e de negócios no sector do luxo? Porque «mais do que um sector restrito a produtos e serviços dispendiosos, o luxo é uma forma diferente de entender o consumidor e gerir empresas, suas marcas, produtos e serviços», é assim que Catherine da Silveira, coordenadora da pós-graduação Luxury Management da Nova SBE define a área que há anos tem vindo a estudar e a analisar.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Setembro de 2016 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Saiba como competir além-fronteiras. E vencer.
Automonitor
Inédito BMW Série 2 Gran Coupé em 36 imagens