S. Miguel recebe lendas do surf em encontro de titãs

«Uma excelente acção de promoção, notoriedade e afirmação do destino como palco natural ímpar para a prática de surf junto da comunidade surfista de todo o mundo.» É desta forma que Rodrigo Herédia, da organização, se refere ao Azores Airlines World Masters Championships que se realizará na ilha de S. Miguel (na praia de Santa Bárbara, Ribeira Grande), entre 18 e 23 de Setembro. Trata-se de um evento que reunirá trinta lendas mundiais do surf que virão a Portugal, pela primeira vez, com o desafio de posicionarem os Açores como o Havai da Europa.

Esta prova não se caracteriza por ser um evento de animação que arraste multidões de turistas para o destino para assistirem ao campeonato, mas estes antigos atletas, no todo, são seguidos por cerca de um milhão de pessoas nas redes sociais.

A repercussão mundial está garantida para os quatro cantos do mundo já que é da Austrália que vem o maior número de atletas (14), seguido do Havai (seis), Nova Zelândia, EUA, Brasil, Reino Unido, África do Sul e Portugal. Entre os nomes mais sonantes para a comunidade surfista encontram-se os de Tom Curren (EUA), Sunny Garcia (Havai), Mark Occhilupo (Austrália), Shaun Thomson (África do Sul) e João Alexandre “Dapin” (Portugal).

Depois de em 2017 a prova da World Surf League (WSL), Azores Airlines Pro, ter rendido quatro milhões de euros numa semana, as expectativas com o campeonato mundial de craques das ondas, o Azores Airlines World Masters Championships, «são elevadíssimas», garante Rodrigo Herédia.

Esta é a mais recente aposta do arquipélago na promoção dos desportos de mar que mereceram nos últimos três anos um investimento de mais de 1,5 milhões de euros. Neste período, o número de dormidas nos Açores, aumentou 93% (1,2 milhões em 2014 para 2,4 milhões em 2017) e a oferta de camas total aumentou 64%, com o turismo náutico a representar um dos produtos prioritários assinalado no Plano Estratégico e de Marketing para o desenvolvimento do turismo nos Açores.

«Queremos que os Açores se assumam como um destino de destaque, como palco para treino e provas de elevada qualidade em harmonia e tranquilidade natural, propício a retiro de atletas de alta competição, mas também com excelentes condições para a aprendizagem e a prática de surf mais lúdico ou familiar», refere Marta Guerreiro, secretária Regional do Turismo dos Açores.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Luís Araújo é o keynote speaker da XVIII Conferência Human Resources
Automonitor
Vídeo: Intervenção de Miguel Rodrigues na 2ª Conferência AUTOMONITOR