Por mais imaginação

MARKETEER CONTENTS

Há mais de 20 anos no mercado, a OK! teleseguros apostou, pela primeira vez, numa campanha diferenciadora, tendo em conta a sua estratégia de comunicação. Apropriou-se do território da imaginação para contar uma estória com a qual é impossível alguém não se identificar: a de alguém que, por receio de arriscar, vai deixando as oportunidades escaparem e os sonhos por realizar.

A estória é contada através de uma metáfora, em que balões representam a coragem, a imaginação, as oportunidades e os sonhos, que vamos perdendo ao longo da vida. «A humanização das marcas é fundamental, sobretudo para uma empresa que privilegia os canais directos e se relaciona com os seus clientes através das novas tecnologias. Uma das formas de o fazer é mostrar às pessoas que as entendemos, que compreendemos as suas dores e alegrias, e é isso que está na base da campanha “Risco é deixar de imaginar”. Porque o maior risco é não arriscar e deixar de seguir os nossos sonhos.

E foi, por isto mesmo, que arriscámos em lançar, pela primeira vez, uma campanha com uma mensagem mais emocional, que nos toca a todos. Existem momentos determinantes, em que ou aceitamos o desafio ou perdemos a oportunidade que pode mudar a nossa vida para sempre. E esta é uma verdade absoluta para toda a gente», refere Susana Abelha, a nova directora de Marketing e Qualidade da OK! teleseguros. A responsável acredita que o papel da seguradora consiste em estar ao lado das pessoas quando elas precisam, dando-lhes a protecção de que necessitam, e assim dar-lhes espaço para que possam imaginar muito mais para as suas vidas e arriscar.

«Este filme tem todos os ingredientes para se tornar inesquecível e inspirador. Esta foi a promessa do realizador Pedro Varela, da Albiñana Films, e nós acreditamos nele, porque é um realizador com muitas provas dadas e porque a mensagem é muito poderosa. Esteticamente, o filme tem um estilo cinematográfico e estilizado, que passa a autenticidade que pretendemos, e a música que escolhemos traz também uma carga emocional muito forte, ajudando a mensagem a ganhar ainda mais significado», explica Susana Abelha. O conceito criativo da campanha é da autoria da ComOn – a agência que trabalha com a seguradora há uma década. No último ano, assumiu a conta a 360º.

Música à medida da imaginação

A música da campanha publicitária “Risco é deixar de imaginar” é da autoria de Flávio Cristovám. Natural dos Açores, Cristovám foi o primeiro português a vencer o International Songwriting Competition, em 2018, e é o cantautor da música “Lifeline”, um tema que compôs especialmente para a campanha da OK! teleseguros.

«A canção “Lifeline” nasceu num processo de perfeita simbiose com a mensagem que o realizador Pedro Varela queria para o filme», confessa Cristovám. E acrescenta: «Achei o guião absolutamente inspirador e, mais do que isso, senti-o como algo meu e como algo que vejo à minha volta todos os dias. Essa relação tão pessoal com o guião fez com que o processo de composição e escrita tivesse uma fluidez muito boa, porque estava a escrever verdadeiramente de dentro, ainda para mais numa idade em que a mensagem daquele guião me é tão próxima e quando assim é, tudo se torna mais fácil», refere o músico.

Flávio Cristovám salienta o número de vezes que se perdem oportunidades de agarrar algo melhor, porque não houve impulso de aceitar um pequeno desafio. «Quantas vidas deixam de ter sal, porque as pessoas não correm pequenos riscos? Olho à minha volta e vejo tantas pessoas estagnadas por lhe faltar essa pequena coragem de abraçar o que lhes apetece verdadeiramente fazer.» E conclui: «Foi uma experiência muito bonita e fiquei muito feliz com o resultado final. É uma canção de que me orgulho imenso e foi uma honra poder dar o meu contributo para esta campanha tão especial.»

Enaltecer a simplicidade

A OK! teleseguros preparou também uma nova vaga de comunicação comercial, com o lançamento de uma campanha táctica, protagonizada pela Marta, que assume o papel de parceira do cliente nas soluções de seguros. «Trata-se de uma campanha gráfica, onde vamos poder ver uma “Marta” mais descontraída e mais próxima, a apresentar a diversidade e abrangência do portefólio de produtos que comercializamos e os argumentos que explicam por que é que, na OK! teleseguros, há mais do que se imagina», explica Susana Abelha.

Nesta campanha, a “Marta”, que representa a disponibilidade física da equipa que está por detrás da seguradora directa, pretende passar uma mensagem simples e clara sobre aquilo que é suposto esperar-se e aquilo que o consumidor não imagina que pode ter com os seguros OK! teleseguros: mais facilidade nos processos de simulação, contratação e gestão de apólices; mais proximidade, através dos canais de comunicação que a seguradora disponibiliza; mais protecção, através das coberturas de valor acrescentado que oferece e, portanto, mais confiança que os consumidores portugueses poderão supor, que são ainda muito tradicionais na forma como se relacionam com o sector.

A seguradora optou por passar a sua mensagem num ambiente de escritório muito clean, de forma a transmitir ainda a ideia de simplicidade, que tanto a caracteriza. Esta iniciativa surge no seguimento da estratégia de comunicação que está subjacente à assinatura “OK! teleseguros. Imagine Muito Mais”. Assumida no final de 2018, pretende ajudar a marca a passar a mensagem de que é uma seguradora mais simples, mais próxima e que oferece mais do que o consumidor imagina.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Produção de carros em outubro quase nos 15%