O que levou a Sonae a mudar de imagem

sonaeQuando a Sonae revelou a sua nova imagem ao mercado, no início de Fevereiro, o que de facto estava a apresentar era muito mais que um trabalho de identidade corporativa. Para trás ficava toda uma reestruturação do grupo, assim como a definição do percurso futuro.

O processo, aliás, começou no início de 2008. Na altura, a questão que a administração colocou foi, nem mais: “O que é a Sonae, em que acreditamos, para onde vamos e porquê”? Vários momentos de reflexão mais tarde, e já em Março de 2009, eram então apresentadas as principais directrizes de crescimento do grupo.

O trabalho entretanto desenvolvido foi precisamente no sentido de perceber o modo como a Sonae se virá a apresentar no futuro. Definidos foram quatro vectores estratégicos: internacionalização, diversificação do estilo de investimento; alavancagem da base de activos e organização das áreas de negócio.

O primeiro, ou seja, a internacionalização, é a principal prioridade estratégica da Sonae e irá direccionar-se para geografias de crescimento e para mercados maduros. A ambição é que, em 2012, 25% do volume de negócios e 35% dos activos estejam ligados a operações internacionais.

«A internacionalização é o nosso maior objectivo corporativo e estratégico. Estamos a fazer um esforço muito grande nesse sentido. Este movimento foi liderado há uns anos pela Sonae Sierra, mas agora, tanto a Sonae SR (specialised retail) como a Sonaecom, estão num processo muito acelerado de internacionalização.

Por M.ª João Lima e M.ª João Vieira Pinto

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O fascínio por impossíveis
Automonitor
Via Verde Estacionar chega à Maia