O “camaleão” regressa à cidade

Já esteve na cidade e na praia. Já foi outdoor, em estádios e em salas. Este ano, quando comemora duas décadas de vida, aquele que é considerado por muitos como o festival do rock volta a inovar. Vai-se instalar em pleno Parque das Nações e cruzar algumas infra-estruturas já existentes com espaços concebidos para o evento. O promotor Luís Montez e o gestor de patrocínios Miguel Araújo explicam como tudo vai acontecer

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Fotos de Paulo Alexandrino

Há quem lhe chame mutante, camaleónico. Miguel Araújo, responsável gestor de patrocínios da Unicer, prefere designá-lo «versátil». O que explica em parte por que é que depois de nos últimos anos se ter sentado à sombra de pinheiros no Meco, o Super Bock Super Rock tenha aproveitado a boleia do seu 20.º aniversário para regressar a Lisboa com um conceito que prima pela originalidade: instalado em pleno Parque das Nações, terá espaços indoor e outdoor, num cruzamento inédito entre infra-estruturas residentes no recinto e outras apenas instaladas para o evento.

Para ler o artigo na íntegra, consulte a edição de Maio de 2015 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir