Nespresso lança edições limitadas de café em risco

As mais recentes edições limitadas da Nespresso são mais do que isso. Além de estarem disponível durante um curto período de tempo e de não existirem muitas unidades, são fruto da recuperação da produção de variedades de café em extinção.

Através do programa “Reviving Origins”, a marca apresenta aos consumidores sabores raros do Zimbabué Oriental e de Caquetá Colômbia, regiões em conflito que viram as suas produções de café ameaçadas. Deste projecto nascem Tamuka mu Zimbabwe e Esperanza de Colombia, edições especiais já disponíveis nas boutiques e loja online da Nespresso.

Ao longo dos próximos cinco anos, a Nespresso vai investir 10 milhões de francos suíços (cerca de nove milhões de euros) no programa “Reviving Origins”. A intenção é colaborar directamente com os agricultores para que recebam os meios necessários para a revitalização da indústria do café em regiões afectadas por conflitos armados mas também dificuldades económicas ou desastres ambientais.

«Temos a oportunidade de trazer de volta cafés que estavam esquecidos, impulsionar o desenvolvimento económico em regiões afectadas por adversidades e proporcionar uma experiência de sabor completamente nova aos consumidores», comenta Jean-Marc Duvoisin, CEO da Nespresso.

O impacto do programa no Zimbabué e na Colômbia foi documentado pela National Geographic e pode ser visto no site deste meio de comunicação.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo