Mulheres vs homens: quem segue mais marcas?

As mulheres são mais seguidoras de marcas/empresas nas redes sociais do que os homens. A conclusão é do estudo “Os Portugueses e as Redes Sociais 2018” da Marktest: entre os inquiridos, 60,1% das pessoas que dizem ser fãs de páginas deste tipo são mulheres.

O mesmo estudo indica que também os mais jovens, residentes no Grande Porto e pertencentes às classes média-baixa e baixa constituem os grupos de utilizadores que mais seguem marcas em plataformas como o Facebook e Instagram.

A marca que mais utilizadores disseram seguir nas redes sociais foi a Nike, logo seguida pelo Continente e Zara.

Quanto aos motivos que levam os portugueses a seguir uma insígnia, o grande destaque vai para o facto de se gostar da marca (28,4%). Poder estar a par das novidades (22,2%), a vontade de querer estar informado/actualizado (20,7%) e o interesse pela área (14,8%) também são razões apontadas.

O Facebook, por seu turno, é a plataforma mais utilizada, com 90% dos portugueses a utilizar esta rede social para seguir marcas. Seguem-se o Instagram (38%) e YouTube (11%), sendo que o Instagram é a que mais cresce, tendo aumentado 15 vezes face a 2013. As referências ao LinkedIn também quase duplicaram no mesmo período.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão