Mattel distribui Barbies carecas por crianças com cancro

barbie-carecaA fabricante americana de brinquedos Mattel aceitou um desafio colocado por um movimento nas redes sociais e vai produzir, no próximo ano, uma Barbie sem cabelo. A nova versão da boneca não será comercializada, mas antes distribuída em hospitais a crianças que perderam o cabelo na sequência de tratamentos a doenças oncológicas.

No âmbito de uma parceria com a Children’s Hospital Association, a Mattel vai doar e distribuir bonecas a crianças que estejam internadas devido a problemas oncológicos em hospitais e centros de recuperação dos Estados Unidos e Canadá. Para além disso, a empresa anunciou em comunicado que vai doar dinheiro e bonecas a instituições como a CureSearch for Children’s Cancer e a National Alopecia Areata Foundation. A Barbie careca será também acompanhada por acessórios de moda, tais como perucas, chapéus ou lenços.

O anúncio da fabricante, sediada em El Segundo, Califórnia, surge na sequência de uma campanha lançada em Dezembro passado no Facebook por duas mulheres norte-americanas, através da qual desafiavam a Mattel a produzir uma boneca careca, argumentando que esse produto poderia ajudar crianças que tenham perdido o cabelo devido a tratamentos de cancro, alopécia ou tricotilomania, a ultrapassarem essa situação.

A proposta de Jane Bingham e Beckie Sypin, ambas com filhas que perderam o cabelo após tratamento de cancro, foi ganhando eco na imprensa internacional e, sobretudo, nas redes sociais, tendo a página “Beautiful and Bald Barbie! Let’s see if we can get it made” (“Uma Barbie Linda e Careca! Vamos ver se conseguimos que a façam”), que apela directamente à Mattel, arrecadado mais de 158 mil “gostos”. À página juntou-se uma petição na Internet, que entretanto também angariou mais de 30 mil assinaturas. Resultado: depois de, em Fevereiro, se ter mostrado evasiva em relação ao pedido das duas norte-americanas, a Mattel acaba agora por ceder ao movimento das redes sociais e vai produzir uma boneca Barbie careca, ainda que não esteja previsto que a mesma seja lançada no mercado. Bingham e Sypin foram, inclusive, convidadas em Fevereiro passado a ir à sede da Mattel e apresentar as suas ideias para a criação da boneca, segundo o site da CBS News.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio