Marketing não é só fachada

Por Lídia Amorim, gestora de Marketing na Chaviarte

“Os colaboradores são os pilares da nossa empresa”, “tu és responsável pelo sucesso da empresa onde trabalhas”, “sem o teu trabalho não te podemos pagar um salário”, “tu também fazes parte da nossa história”… Frases bonitas todos sabemos dizer, mas quantas empresas praticam efectivamente uma estratégia de Marketing virada de dentro para fora?

Antes disso, deixem-me que vos diga: Marketing não é só fachada.

Enquanto marketeer também sou bombardeada todos os dias com vídeos de pessoas fantásticas, com estratégias fantásticas, com conteúdos fenomenais e espectaculares sobre as mais de uma centena de técnicas sobre Marketing (99% Marketing Digital) que prometem mundos e fundos. Esta “first million dollar strategy” pode efectivamente ser encorajadora e se nos deixamos embrenhar mais rapidamente nos sentimos convidados a desistir porque não conseguimos acompanhar o ritmo do que propriamente continuamos a tentar ao nosso ritmo.

O primeiro Marketing é aquele que temos e devemos fazer dentro da nossa empresa para e com os nossos, aqueles que todos os dias vestem a camisola e nos representam perante o cliente. Nenhuma empresa vai sobreviver só à base de fantásticas estratégias que se voltam única e exclusivamente para o cliente. Vender, Vender, Vender!

Um colaborador bem acolhido é um colaborador que acolhe o cliente com um sorriso e presta um serviço de qualidade e nós sabemos o poder que tem um cliente satisfeito na internet e fora dela.

Há três anos a dirigir o Marketing de uma empresa que não vende por impulso, que presta um serviço de necessidade momentânea, que não está afecto a sazonalidades, que não vende por promoção e que todos os dias lida com a talvez mais usada palavra nos últimos anos – segurança – posso efectivamente afirmar que a melhor estratégia de Marketing começa nas pessoas.

No caminho da manhã para o trabalho ouvi um comentário na rádio: “O pensamento das empresas portuguesas sobre a produtividade tem de mudar.”

A vigorar no 6.º lugar dos países menos produtivos da Europa, não é o pensamento que tem de mudar, é a atitude. E essa atitude começa nos benefícios que oferecemos (e nem tudo é dinheiro), na comunicação entre as hierarquias e de como abraçamos os nossos colaboradores por forma a eles serem o nosso veículo de Marketing para o exterior.

Se for capaz de dar este passo, então talvez tenha dado o primeiro passo para uma verdadeira estratégia de Marketing voltada para o cliente em toda a história da sua empresa.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...