Luxo que se bebe

images_2A Rémy Cointreau SA, fabricante do conhaque Rémy Martin, vai concentrar-se em potenciar as bebidas premium com vista a impulsionar o seu crescimento.

A empresa, com sede em Paris, informa que o lucro operacional ajustado subiu para 245,4 milhões de euros durante o ano que encerrou a 31 de Março, quando, um ano antes, os números apontavam para 207,7 milhões. Segundo o jornal OJE, os montantes avançados comparam com a estimativa média de 247 milhões apontada por um grupo de analistas consultados pela Bloomberg News. Excluindo aquisições e variações cambiais, o lucro operacional subiu 12%, superando as próprias previsões da Rémy Cointreau que situava o aumento em 10%.

A empresa obteve 60% das vendas anuais com o Rémy Martin, porém, estas receitas desaceleraram e o crescimento ficou-se pelos 13%, que compara com 25% registado no ano anterior.

A Rémy Cointreau assume-se confiante e acredita poder assegurar um crescimento rentável a médio e longo prazo, mesmo enfrentando um ambiente económico complicado. Aos resultados atingidos não estão alheios os volumes de vendas de conhaque na Ásia e nos EUA.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão