KLM transforma garrafas de plástico em novas ferramentas

As novas ferramentas de reparação e manutenção das aeronaves da KLM Royal Dutch Airlines têm uma origem ecológica: a companhia aérea diz ser a primeira em todo o mundo a reciclar garrafas PET para a produção de ferramentas. Tudo começa com a recolha das garrafas de plástico vazias no final de cada voo, seguindo-se uma fase de transformação em filamento.

Este será o material utilizado nas impressoras 3D responsáveis por dar corpo aos objectos necessários para reparar os aviões da KLM. Este processo, explica a companhia aérea, permite poupar tempo e dinheiro, uma vez que o filamento usado nas impressoras 3D era comprado a fornecedores externos.

Segundo Ton Dortmans, vice-presidente executivo de Engineering & Maintenance, a KLM está continuamente a investir em produtos e processos sustentáveis e inovadores. «Para os nossos clientes, para a sociedade e para os nossos próprios funcionários. É fantástico ver como somos capazes de produzir produtos úteis a partir de resíduos», afirma em comunicado.

Até 2030, a KLM ambiciona reduzir o volume dos seus resíduos em 50% face a 2011. O plano passa por produzir menos resíduos e aumentar a quantidade que pode ser reciclada.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta empresa está no top 3 das empresas mais atractivas para jovens
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020