Doclisboa volta a brindar cinemas da capital

horseAs portas da Culturgest, dos cinemas S. Jorge, Londres e Cinema City Campo Pequeno, da Cinemateca e do Teatro do Bairro, em Lisboa, vão estar abertas, de 20 a 30 de Outubro, para a 9ª edição do doclisboa.

Durante os 10 dias em que o festival estará a decorrer serão exibidos 172 filmes, entre os quais cinco estreias mundiais, 17 primeiras obras e um “filme surpresa”. A “abrir as hostes” estará o documentário “Crazy Horse”, a mais recente obra de Frederick Wiseman, estreada em Cannes 2011. Já o encerreamento será feito com Photographic Memory, de Ross McElwee, estreado em Veneza 2011. De referir que na competição internacional marcará presença o filme “É na Terra, Não É na Lua”, de Gonçalo Tocha – a primeira obra portuguesa a concorrer nesta categoria, em cinco anos.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) é, mais uma vez, patrocinador deste festival de cinema documental e, no âmbito da sua linha estratégica de apoio à cultura portuguesa, atribuirá na competição nacional o Prémio Caixa Geral de Depósitos para a “Melhor Primeira Obra”. Enquanto patrocinadores de prémios estarão também na mostra a Câmara Municipal de Lisboa, a RTP2, a CPLP, a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, a Restart e o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Já enquanto patrocinadores especiais, para além das já referidas CGD e CPLP, estarão presentes no evento a Liscont, a Delta Q e a Adega Mayor.

 

Público, RTP1, RTP Informação, Antenas 1, 2 e 3, TV Cine e MOP – Multimedia Outdoors Portugal são os media partners da mostra de cinema documental.

 

Ainda no que toca à divulgação, o doclisboa conta com o apoio da Premiere, Turismo de Lisboa, Radar, Eurochannel, Time Out Lisboa, Rua de Baixo, Don’t Panic, Bodyspace, Filhos do Diabo, Canal Superior, ÉCU – The European Independent Film Festival, Fnac, Parq, Ana- Aeroportos de Portugal, Agenda Cultural de Lisboa e Ante-Cinema.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo