Dior esquece-se de Taiwan e pede desculpa à China

A lista de marcas que se vê obrigada a pedir desculpa aos consumidores chineses continua a aumentar. Depois da Dolce & Gabbana e Versace, é a vez de a Dior responder às críticas nas redes sociais. Tudo porque utilizou um mapa da China onde Taiwan não aparece representado.

Tal como lembra a BBC, Taiwan tem um governo independente desde a década de 50, mas a posição oficial de Pequim é de que a ilha é uma província chinesa. Perante a onda de comentários negativos, a insígnia admitiu o erro cometido por um funcionário e pediu desculpa.

O funcionário em questão utilizou um mapa da China sem a representação de Taiwan numa apresentação numa universidade chinesa. O vídeo da palestra foi publicado online, dando origem às críticas.

No comunicado oficial emitido pela Dior sobre o assunto, a marca garante ter iniciado uma investigação sobre o tema, assegurando que irá tratar do assunto com a maior seriedade.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Via Verde Estacionar Lisboa com 1.º estacionamento gratuito