Dolce & Gabbana acusada de racismo na China

A Dolce & Gabbana viu-se obrigada a cancelar o desfile que tinha preparado para o Shangai Fashion Show, depois de ser acusada de racismo pelos cidadãos chineses. Na origem do problema esteve a campanha “Eating With Chopsticks”, que mostrava uma mulher a tentar comer pizza e esparguete, entre outros pratos italianos, com a ajuda de pauzinhos.

Cada um dos vídeos foi partilhado acompanhado pelas hashtags #DGLovesChina e #DGTheGreatShow, o que levaria a crer que o objectivo da marca seria mostrar o quanto gosta deste país, mesmo que as suas tradições gastronómicas possam divergir.

Porém, os chineses não viram a campanha desta forma e acusaram a Dolce & Gabbana de racismo, considerando que se tratava de um insulto.

“Ao longo dos últimos dias, pensámos com muito arrependimento naquilo que nos aconteceu, naquilo que fizemos ao vosso país e pedimos desculpa. As nossas famílias ensinaram-nos sempre a respeitar as várias culturas de todo o mundo e, por isso, queremos pedir desculpa caso tenhamos cometido erros a interpretar a vossa cultura”, escreveu a Dolce & Gabbana em comunicado.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
7 formas para se voltar a apaixonar pelo seu trabalho
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo