BMW: Uma nova geração que vem para ganhar

Durante três dias, a Marketeer andou pelo região Norte do País em reportagem. Quatro pessoas e cinco destinos, entre a cidade do Porto, Esposende, Braga, Valongo, ou Felgueiras… A todas, o BMW 218i Active Tourer foi o carro que nos levou. Aliás, levou, passeou e trouxe-nos, com espaço e conforto necessários em muitas horas com temperaturas a roçar os 40 graus e uma auto-estrada do Norte cortada pelos incêndios. Coubemos nós, os sacos, as mochilas, os computadores e ainda sobrou.

Naquela que é a sua segunda geração, o monovolume da BMW – e que concorre quase directamente com o poderoso segmento dos SUV – chega mais crescido, ou adulto. Com outras funcionalidades, umas linhas refinadas no exterior – gostámos desde logo da grelha – e pormenores que melhoram a habitabilidade. O que nos conduziu por auto-estradas e estradas, em cidade e, fora dela, surpreendeu pelo bom desempenho. A condução é fácil, é segura, é rápida mas poupada. Quatro argumentos que podem ajudar a pensar na opção, no momento de compra, e que explica por que é que já registou mais de 400 mil unidades vendidas, desde que a primeira geração saiu para o mercado.

Nós, pela Marketeer, confirmámos que este modelo pode mesmo ser carro familiar. De resto, os dois mais jovens da equipa adormeceram mais do que uma vez no banco de trás. Eu sei que a minha condução, não sendo lenta, é tranquila. Mas o nível de conforto ajudou, diria. Dos bancos que se ajustam, da climatização, da insonorização! Ah, a BMW confirma que as dimensões do novo Série 2 são agora outras o que, de facto, melhora a sua utilização, seja para nós como para as bagagens que levamos.

Ainda no interior, gostámos do facto de haver espaço sob o apoio de braços, o qual pode ser utilizado para arrumação, enquanto à frente há outro espaço para colocação de smartphones, que podem ser carregados sem fios, para além de um porta-copos – que, no nosso caso, foi mesmo de garrafas de água, tal o calor nesses dias.

O design do tablier é moderno, os comandos são tácteis e fáceis de usar. E claro que, depois, o 218i Active Tourer vem equipado com toda a tecnologia a que a BMW já nos habituou. Impossível desviar-nos da faixa, quase impossível bater contra algum carro – confesso que cheguei a assustar-me ao sair de um estacionamento quando travou de repente, porque um condutor decidiu atravessar-se por trás – ou, ainda, impossível não estacionar bem à primeira.

Diz que os monovolumes estão fora de moda. Bom, modas à parte, este modelo da BMW tem todo um conjunto de argumentos que nós usámos, de que gostámos, e que até compraríamos. Pode ser familiar ou nem por isso. E, sim, pode muito bem entrar na corrida dos tão competitivos SUV – se bem que a marca tem já aqui o X1 e os X2 que não brincam em serviço! Percebemos por que é que chegou a nova geração!

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.