3 estereótipos a evitar sobre Millennials

A comunicação nunca deve ser indiscriminada, partindo do princípio de que a audiência é homogénea. E também não deve ser baseada em estereótipos, como lembra Mindy Pankoke, Data Product manager na Experian Marketing Services, que, num artigo publicado na AdAge, desconstrói três ideias pré-construídas relativamente à geração mais falada do momento: os Millennials.

1 – Os Millennials não são leais. Ser selectivo não é o mesmo que ser desleal, pelo que os Millennials possuem, sim, a capacidade de ser fiéis a determinada marca, produto ou serviço. Desde que provem ser indispensáveis nas suas vidas e que ofereçam uma experiência diferenciadora. Prova disso é o facto de esta geração estar mais aberta a contactar uma marca ou empresa caso surja algum problema e, se o mesmo for resolvido prontamente, está ganho um cliente para a vida. Em resumo, os produtos devem destacar-se e o serviço de apoio ao cliente deve ser exemplar;

2 – Os Millennials apenas compram online. É verdade que esta geração está mais receptiva do que nunca à utilização da Internet e dispositivos móveis para os mais variados fins. Porém, os Millennials parecem preferir os meios digitais para pesquisar e não para comprar. A novidade está na forma como encaram as lojas: não querem visitar os espaços comerciais apenas para comprar, estão interessados em participar em experiências sociais. Cafetarias ou photo booths podem ser boas apostas para as lojas;

3 – Os Millennials são baratos. Se é verdade que esta geração entrou na maioridade durante uma crise financeira, também é verdade que à medida que vão tendo melhores ordenados vão gastando mais. A diferença está na forma como gastam o dinheiro. Os Millennials são compradores estratégicos e delineiam planos de consumo: gostam de descontos, programas de fidelização e poderão, em alguns casos, comprar online e levantar na loja para poupar nos portes. Adoptar uma atitude estratégica significa também que estão de olho em produtos de qualidade, que durarão mais tempo do que outros mais baratos, e que estão disponíveis para testar artigos novos.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo