10 dicas para proteger o seu telemóvel em tempo de Black Friday

Black Friday, Cyber Monday ou Natal são períodos que apelam ao consumo e, por isso, podem representar um risco acrescido para os utilizadores de dispositivos electrónicos, especialmente desde que as compras online ganharam maior preponderância. A S21sec prevê um “aumento exponencial do cibercrime durante esta época em que os consumidores estão mais predispostos a receber promoções, alertas e a efectivar o processo de compra”, segundo explica em comunicado.

De acordo com a empresa especializada em serviços de cibersegurança, o telemóvel é um dos dispositivos em risco, mas não está sozinho. Também os smartwatches, tablets e portáteis fazem parte da lista e poderão ser a porta de entrada para um pirata informático.

Com isto em mente, a S21sec propõe quatro dicas para aumentar a segurança na utilização dos dispositivos electrónicos, no geral, e outros seis conselhos para realizar compras.

4 dicas para aumentar a segurança

Características de segurança: antes de adquirir qualquer equipamento, procurar entender quais os tipos de características e funções de segurança que este possui, as vantagens, desvantagens e riscos associados às necessidades específicas de cada pessoa e à utilização do equipamento.

Alterar as passwords: após comprar um equipamento novo, dever-se-á trocar imediatamente as passwords pré-existentes no mesmo. A maioria dos dispositivos eletrónicos vem com uma palavra-chave padrão. Deve definir passwords fortes e exclusivas para cada dispositivo que possui.

Actualização frequente de equipamentos: manter os equipamentos sempre actualizados, procurar actualizar os equipamentos com frequência, tanto o Sistema Operativo como todas as aplicações existentes no equipamento. Os atacantes estão constantemente a procurar vulnerabilidades em softwares. Caso o equipamento necessite de conhecimento técnico, procurar ajuda de um especialista.

Usar a autenticação de dois factores: a utilização de credenciação com a palavra-passe e um código de segurança que lhe é enviado para outro dispositivo que possui tornará mais difícil a entrada dos atacantes nos seus dispositivos.

6 conselhos para realizar compras em segurança

Comprar através de plataformas seguras e conhecidas: desconfiar das lojas que oferecem produtos quase de borla. Se não se está seguro da sua procedência, é melhor evitá-las e aceitar que vale mais gastar uns euros extra em prol da segurança dos dados ou do dinheiro.

Verificar o website antes de pagar: rever o browser e garantir que o domínio ou URL da loja digital não é suspeito – deve conter o nome exacto da loja sem alterações ou erros de ortografia. Se não coincidir, não se deve fazer qualquer compra. Assegurar também que se trata de pagamento seguro, verificando que o endereço do website começa por https://.

Desconfiar das mensagens massivas: evitar aceder às ofertas estranhas que conhecidos partilham nas redes sociais ou grupos de WhatsApp. Utilizar o julgamento crítico para decidir se um produto realmente pode ser oferecido a um preço exageradamente baixo. Perante qualquer dúvida, é melhor procurar essa mesma oferta directamente na página web oficial da loja.

Não difundir a fraude: não alimentar esta “bola de neve” através da partilha destas mensagens entre  conhecidos sem especificar que se trata de uma burla – o “boca a boca”, inclusive a nível digital, alimenta a proliferação deste tipo de fraude.

Evitar descuidos nas redes abertas: se se estiver ligado com o equipamento a uma rede WiFi partilhada, não fazer compras online. Procurar os artigos através das aplicações oficiais das lojas, colocá-los no carrinho de compras e finalizar a transacção quando se estiver conectado a uma rede segura. Jamais usar os dados bancários numa rede pública.

Fazer compras conscientes: embora a oferta seja muito tentadora, questionar se realmente é preciso esse produto ou serviço. Não nos deixarmos levar por impulsos. Muitas vezes as ofertas não são assim tão boas como parecem. Nunca deixar de perguntar: “Será que preciso mesmo disto?”. Fomentar uma cultura de compra responsável.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...