Uber proibida em Portugal

O Tribunal de Primeira Instância de Lisboa aceitou a providência cautelar apresentada pela ANTRAL (Associação Nacional de Transportadores Rodoviários em Automóveis), o que significa que a Uber está proibida de actuar em Portugal.

A decisão do tribunal obriga a empresa norte-americana a encerrar a sua actividade e tudo o que isso implica. A Uber tem de eliminar a sua página web portuguesa, cancelar a aplicação móvel que dava acesso ao serviço e cancelar também o uso de cartões de crédito e restantes meios de pagamento utilizados para assegurar as viagens.

Caso não o faça, a empresa terá de pagar uma multa diária de dez mil euros. O próximo passo deverá ser dado pela Uber que tem 15 dias para recorrer da decisão já que esta foi tomada por um tribunal de primeira instância.

Na internet já proliferam comentários de utilizadores indignados com a decisão e até mesmo uma página de Facebook com mais de cinco mil gostos e uma petição pública com cerca de 1200 assinantes.

A situação não é inédita. Espanha, França e Alemanha também já baniram a Uber dos seus territórios e muitos têm sido os casos mediáticos desfavoráveis à marca em países como a Índia.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo