Portugueses gastaram 5,5 mil milhões online no último ano

Em 2018, os portugueses gastaram 5,5 mil milhões de euros no comércio electrónico, um aumento face aos 4,6 mil milhões registados em 2017.

Os números são revelados pelo estudo “Economia e Sociedade Digital em Portugal”, desenvolvido em parceria pela ACEPI e IDC. De destacar que este número, que corresponde a 3% do PIB, foi alcançado a partir dos cerca de 50% de portugueses que fizeram compras online no último ano.

Alexandre Nilo da Fonseca, presidente da direcção da ACEPI, estima que, até 2025 «esse valor possa atingir os nove mil milhões de euros e que mais de sete milhões de portugueses venham a fazer compras online».

Relativamente aos principais serviços adquiridos online, destaca-se o alojamento (57%), viagens (44%) e eventos de entretenimento – futebol, concertos, entre outros – (37%).

Há ainda a realçar que 70% dos portugueses recorre a sites estrangeiros para efectuar as suas compras. A lista é liderada pela China, com 67% dos inquiridos no estudo a afirmarem que utilizam websites desse país. Seguem-se Espanha (46%), Reino Unido (38%) e Estados Unidos da América (26%).

Apesar dos 5,5 mil milhões de euros registados, a grande fatia do comércio electrónico em Portugal deriva do sector B2B e B2G (Business-to-Governance), que ascendeu aos 82 mil milhões de euros. Somando ambos os sectores, o valor ascende aos 87,5 mil milhões de euros, superando os 75 mil milhões registados em 2017. Este valor corresponde a 41% do PIB português.

Texto de Rafael Paiva Reis

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Via Verde Estacionar Lisboa com 1.º estacionamento gratuito