Por um futuro sustentável

A adopção de estratégias na educação e sensibilização ambiental constitui um desafio de grande importância para o futuro de todos. Por essa razão, a EPAL assumiu um conjunto de princípios de desenvolvimento sustentável, que vão desde a prestação do serviço essencial de abastecimento público de água para consumo humano até à concretização de alianças para promoção e envolvimento da comunidade científica.

Um desses princípios, que tem sido lema da EPAL, passa pela sensibilização para o uso responsável e eficiente dos recursos, designadamente a água, através de acções e iniciativas junto da população em geral e da comunidade escolar em particular, transmitindo valores associados às boas práticas que potenciam a sustentabilidade ambiental e económica com reflexos positivos e evidentes na qualidade de vida dos cidadãos.

Em paralelo com a sua actividade principal, têm sido desenvolvidos e potenciados outros serviços e produtos relacionados com o ciclo da água, de onde se destacam, a título de exemplo, o Aquamatrix, um sistema de informação e gestão comercial; o Wone, um sistema para a gestão e redução de perdas de água nas redes; o Waterbeep, um sistema de informação e incentivo à eficiência de utilização de água; o Billmeter, um software pioneiro na gestão de parques de contadores para apoiar o combate às perdas aparentes associadas a erros de medição, os cursos de formação profissional através da Academia das Águas Livres, designadamente a pós-graduação em “Tecnologias e Gestão da Água”.

Este ano, foi lançada a aplicação H2O Quality, gratuita e pioneira no sector da água a nível mundial. Funciona por georreferenciação e permite aceder aos resultados da qualidade da água da cidade de Lisboa, com informação actualizada diariamente.

Porque a educação ambiental deve ser um processo pedagógico participativo, inspirar consciência crítica sobre a problemática ambiental, fazendo com que cada um de nós tome consciência de que somos parte integrante do meio ambiente, será lançado em 2020 o projecto “Aqui somos sustentáveis”, no âmbito da Lisboa Capital Verde Europeia, dirigido às famílias e às Instituições de Acção Social da cidade (casas de apoio a mulheres vítimas de violência, centros de acolhimento, centros de apoio à reinserção social, centros de apoio a idosos, centros de apoio a crianças e jovens, etc.). O objectivo é fomentar a alteração de comportamentos, sensibilizando estas famílias e instituições para as temáticas da água, energia, separação do lixo doméstico, aproveitamento de resíduos, consumo sustentável e economia circular.

Parcerias para a sustentabilidade

Porque é dever de todos garantir os recursos naturais necessários para as próximas gerações, assegurando uma boa qualidade de vida, em parceria com a Quercus, a EPAL tem promovido diversas acções de plantações de árvores e arbustos autóctones, em distritos do interior do País.

A Zero é parceira da EPAL no âmbito de acções de sensibilização dirigidas à população, para consumo de água da torneira. Brevemente será lançada mais uma iniciativa, com o sector da restauração de Lisboa, tendo como parceiros a Zero, a Zomato, a Câmara Municipal de Lisboa, a Lisboa e-Nova e o Turismo de Portugal.

Com o Geota, por exemplo, está em desenvolvimento um projecto, que surge em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, e que contempla a disponibilização de bebedouros mais modernos e inclusivos, acessíveis a adultos, crianças, pessoas com mobilidade reduzida e também animais, permitindo ainda o refill.

Com a LPN também têm sido desenvolvidas acções destinadas a toda a comunidade, envolvendo diversas gerações. O OTL nas férias da Páscoa, para filhos e netos dos trabalhadores, já conta com duas edições, e tem o intuito de despertar as crianças para o tema da conservação da Natureza, desenvolvendo as suas capacidades cognitivas e criativas.

Também com o objectivo de proporcionar escolhas mais ecológicas, foram lançadas garrafas com selo EPAL, que permitem a todos levar consigo a água da torneira, como é o caso da Fill Forever, ou apresentarem-na à mesa em garrafas de design único, como a garrafa Siza – Lisbon Soul (com assinatura de Álvaro Siza Vieira); ou ainda a garrafa Cool,uma garrafa feita em barro, com manufactura e materiais 100% portugueses, que deixa a água naturalmente fresca. Para os clientes institucionais, como é o caso de entidades promotoras de congressos e hotéis, está ainda disponível a Lisbon Tap Water, uma garrafa de design intemporal, que visa incentivar o consumo de água da rede neste tipo de eventos e espaços.

Também no âmbito das campanhas de incentivo ao consumo de água da torneira contam-se as acções de rua com aguadeiros, disponibilizando este bem (natural ou aromatizado) e atestando a confiança dos consumidores, as inúmeras feiras e eventos de relevo da capital, impondo um cunho de sustentabilidade com a sua presença, e o Pátio da Água. Criado em 2016, este local único no centro de Lisboa ganhou o coração de lisboetas e turistas, que podem usufruir de um espaço acolhedor, em plena Av. da Liberdade, com bancos, sombras e bebedouros de água.

Democratização da água

Em 2018 inaugurou-se o Pátio da Água Móvel, que pretende levar a água da torneira “sobre rodas” pela cidade de Lisboa.

Realizados em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e com a Lisboa e-Nova, estes dois projectos, que já saciaram a sede a mais de 73 mil pessoas só este ano, evitaram a produção de 624 kg de plástico e 4,6 toneladas de emissões CO2, permitiram poupar 22 762 litros de água e valorizam a cidade reforçando a distinção de Lisboa Capital Verde Europeia 2020.

Finalmente, e porque a eficiência hídrica é, e será, cada vez mais um factor fundamental para a competitividade e qualidade de vida do País, está a ser ultimado um simulador de consumo de água, inserido no Projecto AX – Aqua eXperience, promovido pelo consórcio ADENE e EPAL, com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Transição Energética, no contexto da Estratégia Nacional de Educação Ambiental – ENEA 2020.

Trata-se de um simulador digital de consumos e melhorias de eficiência para o cálculo dos benefícios ambientais e económicos associados ao uso eficiente da água no sector residencial, permitindo calcular potenciais de poupança hídrica e identificar focos prioritários de actuação no que respeita aos gastos e oportunidades de poupança de água, bem como as poupanças de energia que lhe estão associadas.

Potenciar a reciclagem

Com o propósito de aliar o merchandising da empresa à sustentabilidade, a EPAL lançará, em breve, uma linha ecológica que terá como destino preferencial as escolas, feiras e exposições.

Esta linha traduz uma vontade existente de apostar unicamente em materiais amigos do ambiente, podendo ser reciclados ou naturais e biológicos. Lápis de cartão reciclado, porta-chaves de cortiça, mochilas em pano de algodão e sementes de cultura biológica são algumas das propostas diferenciadoras que estarão disponíveis brevemente.

Para o início do ano de 2020 prevê-se, ainda, lançar uma linha totalmente feita com materiais reciclados, que resultará da aposta da empresa no talento de alunos de uma escola de design de Lisboa. Esta linha será tão criativa quanto diversificada e destinar-se-á à promoção da marca para venda nas Lojas EPAL e nos núcleos do Museu da Água, para os clientes, munícipes e turistas da cidade.

Para a concretização desta iniciativa, serão escolhidos materiais que já não estão a ser utilizados pela empresa, como papel e cartão, que, ao invés de terem o caixote de lixo como destino, ganharão outra vida e servirão outros propósitos.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Produção de carros em outubro quase nos 15%