Pode 2021 ter sido melhor ano de sempre?

MARKETEER CONTENTS

Por Miguel Moreira Rato, CEO da Adagietto

Deixem-me explicar. O título não é linear. 2021 foi tudo menos fácil. Foi duro. Duríssimo. A todos os níveis. Mas sim. Para a Adagietto, foi o melhor ano de sempre.

Arrancámos o ano com o lançamento de uma (agressiva) visão para 2024. Prova superada, para nós, significa que em 2024, a Adagietto será uma agência sem rótulos, ágil, criativa, estratégica, próxima. E isso significa termos a capacidade de entender o cliente, encontrar e sustentar a ideia certa e só depois olhar para os canais onde essa ideia será materializada.Parece pouco, assim resumido numa frase. Mas a realidade é que não só não é como pressupõe uma (re)transformação profunda do que é uma agência, da forma como abordamos os projetos e como trabalhamos em equipa. Numa palavra, a visão Adagietto para 2024 é transformacional.

E agora, voltemos ao título. Num ano tão difícil como este que agora termina, como é que posso arriscar dizer que foi o melhor de sempre?

Porque em apenas 12 meses conseguimos, juntos, implementar este processo de mudança, e o resultado desse esforço está à vista:

  • Trouxemos criatividade. Criatividade inteligente. Fundimos o mundo publicitário com o storytelling das relações públicas e criámos projetos comunicados através dos canais mais eficazes. Em vídeo, num podcast, num press kit ou num branded content.
  • Trouxemos agilidade. Respostas rápidas, criativas e muito eficazes por estarmos sempre de “antenas no ar” a detetar o melhor momento para comunicar.
  • Trouxemos eficácia. Na forma como reorganizámos as equipas para responder não só aos desafios de uma pandemia como também aos desafios de uma agência em grande mudança.
  • Trouxemos cultura. De um cowork em Entrecampos mudámo-nos para um enorme open space em Alvalade, onde as ideias fluem sem muros. Um espaço aberto a todos os que quiserem passar horas dias ou meses a trocar ideias, a aprender ou a ensinar.
  • Trouxemos versatilidade. A nossa visão para 2024 implica uma profunda mudança na forma como as nossas equipas trabalham. De community managers, consultores de comunicação ou produtores, passámos a ser líderes de projetos transversais.
  • Trouxemos crescimento. 2021 foi o ano recorde da Adagietto. Se em 2020 o crescimento foi de 34%, em 2021 esse número aumentou ainda mais.
  • Trouxemos reconhecimento. Ouro, Prata e Bronze nos Prémios Eficácia. Conquistámos também, e pelo segundo ano consecutivo, o prémio de Agência do Ano atribuído pela Marketeer. Com o trabalho que pusemos na rua este ano e com as conquistas que fizemos em 2021, esperamos que não haja duas sem três. Fizemos por isso.

No arranque do ano, alguns dos nossos objetivos passavam por queremos que os nossos clientes nos chamassem para briefings fora daquele que é a nossa área de colaboração. Convocaram.

Queríamos também fazer (ainda) mais parte do dia-a-dia dos nossos clientes e fazer-lhes mais propostas. Fizemos.

Queríamos ter uma agência sem muros em que as pessoas não se sentissem parte de um departamento. Demos passos (largos) nesse sentido.

Pode então 2021 ter sido melhor ano de sempre? Não só pode como foi.

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...