PepsiCo Europe vai eliminar plástico poluente das suas batatas fritas até 2030

A sustentabilidade é cada vez mais um tópico incontornável para as marcas e a PepsiCo Europe dá agora mais um passo para ajudar a tornar o planeta mais verde. Até 2030, a empresa pretende eliminar o plástico “à base de fósseis” em todas as embalagens de batatas fritas, estimando reduzir a missão de gases de efeito estufa até 40% por tonelada de material de embalagem.

Este objectivo será aplicado a marcas como Walkers, Doritos e Lay’s, sendo que os testes de consumo das embalagens terão início nos mercados europeus ainda este ano, começando com o plástico renovável numa gama Lay’s em França, no primeiro semestre. O conteúdo reciclado nas embalagens será derivado do plástico anteriormente utilizado e o conteúdo renovável proveniente de sub-produtos de plantas como óleo alimentar usado ou resíduos de pasta de papel.

Além disso, a empresa quer construir uma economia circular para as embalagens na Europa através do design e das infra-estruturas e dando uma nova vida aos materiais de embalagem. Para tal, criou um design que contém maiores proporções de plásticos recicláveis, como o polipropileno, vai investir em infra-estruturas que dêem às embalagens uma segunda vida – incluindo a aceleração da proibição de aterros e a adopção de taxas EPR (Extended Producer Responsibility) que impulsionem a recolha, triagem e reciclagem efetiva de filme flexível.

«A reciclagem de embalagens deve ser a regra em toda a Europa. Vemos um futuro em que as nossas embalagens não irão conter plástico virgem à base de fósseis. Estas passarão a fazer parte de uma economia circular próspera, onde as embalagens flexíveis são valorizadas e podem ser recicladas como uma nova embalagem. Estamos a investir juntamente com os nossos parceiros para criar capacidade tecnológica para o fazer. Precisamos agora de uma regulamentação adequada para que as embalagens nunca se tornem resíduos», refere, em comunicado, Silviu Popovici, CEO da PepsiCo Europe.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...