O que dizem os internautas sobre as demissões do Governo

gasparAs demissões de Vítor Gaspar e Paulo Portas geraram uma onda de comentários no Facebook e Twitter.

A E.Life, especialista em monitorização e análise das redes sociais, foi analisar e, através dos termos de busca “Paulo Portas”, “Vitor Gaspar” e “demissão” ou “demite” ou “demitir”, registou 984 publicações, sendo que a maioria estava relacionada com a demissão do ministro das finanças Vítor Gaspar, com 60% do volume, e 40% relacionadas com líder do CDS, Paulo Portas.

“Gaspar foi, Portas foi, Passos irá. Nunca esquecerei o dia em que fiz 44 anos e o futuro voltou a ser possível. O pior governo da nossa democracia vai finalmente cair” é um dos exemplos de publicação referentes à crise política vivida nos últimos dias. Em perfis como o da Rádio Comercial ou do humorista Nilton, foi ainda utilizado o humor para abordar o assunto, como por exemplo «Música nova do Vasco Palmeirim nas Manhãs da Comercial, a propósito da demissão do Ministro das Finanças “Vivi” Gaspar. Chama-se “Vivi dos 741 dias”», ou «Já confirmaram isto do Vitor Gaspar? Pelo sim, pelo não, reservei o Marquês». Nas publicações acerca da demissão de Vítor Gaspar foram ainda feitas associações ao pedido de demissão de Paulo Portas e alguns posts referiram a rejeição do Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, ao mesmo pedido.

Ainda segundo a E.Life, o Twitter foi a plataforma mais utilizada para falar do pedido de demissão de Paulo Portas, com 297 publicações nesta rede, enquanto o Facebook foi a que registou mais publicações acerca da demissão de Vítor Gaspar, num total de 313. O trabalho envolveu 855 utilizadores do Facebook e do Twitter.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva