Mulheres dominam descontos online

Em Portugal, as mulheres representam uma fatia de quase 70% da procura no sector das compras colectivas. A conclusão é de um estudo sobre o mercado nacional de compras colectivas, levado a cabo pela yunait, empresa que agrega promoções e descontos disponíveis na internet e as recomenda de forma personalizada aos consumidores. A companhia revela ainda que, além de viagens, as utilizadoras procuram obter descontos em tratamentos de beleza, cosméticos e perfumes.

Já o público masculino procura, sobretudo, promoções em restaurantes, computadores e software.

A yunait agrega descontos disponíveis na internet em sites como Groupon, LetsBonus e Planeo. Além de as mulheres corresponderem à maioria dos utilizadores inscritos na yunait (68,8%), são também a fatia mais activa, respondendo por 71,3% de todos os cliques feitos na selecção personalizada de promoções que a empresa envia a cada utilizador, com base nas suas preferências de consumo e localização.

O cenário em Portugal “não é muito diferente” da realidade de outros países onde a yunait se encontra, como Espanha e Itália, adianta a empresa em comunicado. Aí, a proporção é de 68% de mulheres e 32% de homens. No Reino Unido, a proporção é de 73% de mulheres e 27% de homens.

A tendência não surge isolada, ressalva Dalber Candido, director de Marketing global da Yunait. As mulheres são responsáveis por mais de 80% do consumo retalhista total. No que respeita ao e-commerce, algumas das maiores plataformas de retalho afirmam que as mulheres são responsáveis por até 75% do seu rendimento. «Por um lado, pensemos não apenas nas compras que as mulheres fazem para si, mas sobretudo para as suas famílias. Muitas mulheres têm a seu cargo a gestão da economia doméstica», relembra o responsável com o pelouro do Marketing. «Por outro lado, estudos (da Nielsen, Comscore, Quantcast e MediaMatrix) indicam que as mulheres são a principal força por detrás da tendência mais importante da última década na internet: as redes sociais. No caso do Facebook por exemplo, as mulheres têm em média 8% mais amigos do que os homens. Ora, muitos sites de descontos divulgam as suas promoções também nas redes sociais. Juntando essas duas tendências de comportamento, é natural que elas estejam em maioria nas compras de cupões online», remata.

As viagens são um território que reúne a unanimidade de homens e mulheres, estando no topo das preferências de todos os utilizadores daquele canal de compras. No entanto, a partir do primeiro lugar da lista de preferências, chegam as diferenças entre os géneros. As mulheres recorrem a cupões sobretudo para tratamentos de beleza, que corresponde a 6,1% de toda a procura de cupões por parte das utilizadoras. Aos cosméticos e perfumes cabe uma fatia de 4,2% das pesquisas, e aos cabeleireiros e esteticistas 2,6%. Relógios e jóias, restaurantes, roupa e calçado, electrodomésticos e serviços de saúde e bem-estar são outras das ofertas que cativam as utilizadoras.

Já os homens sentem-se mais atraídos, nos sites de descontos – e por ordem de relevância – , por pesquisas por restaurantes, computadores e softwares, massagens, electrodomésticos, relógios e jóias, roupa desportiva, artigos de som e imagem, têxteis para o lar e artigos de decoração, cosméticos e perfumes.

 
Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo