Moda lusófona partilha experiências de internacionalização

cabideA internacionalização tem dado frutos às marcas lusófonas, como revelaram os representantes da Havaianas, Parfois, Tiffosi e Minissa na conferência “Moda em Língua Portuguesa”, promovida pelo CENIT – Centro de Inteligência Têxtil, no âmbito do projecto Porto Fashion Show. O evento pretendeu reforçar os laços existentes entre países de língua e expressão portuguesa e realçar o papel que a cultura pode desempenhar no desenvolvimento de negócios de moda. Nesse sentido, foi potenciado um debate entre players de Portugal, Moçambique e Brasil, que partilharam experiências de internacionalização.

Segundo comunicado da organização, no painel de empresários, a country manager para Portugal da brasileira Havaianas, Marta Lima, garantiu que o sucesso da marca passa por uma «ligação forte com o consumidor que vai além do produto». A realidade do mercado moçambicano foi levada à mesa por Adélia e Sheila Tique, empresárias responsáveis pela marca Minissa. A insígnia, assente em fortes raízes étnicas, tem vindo a crescer, exportando para algumas regiões da África do Sul.

No que toca a acessórios, a Parfois tem vindo a reforçar o seu negócio em todo o território nacional, bem como em 34 outros países na Europa, Ásia, Médio Oriente e África, tendo crescido 24% no primeiro semestre de 2011. Sérgio Marques, director-executivo da marca, revelou que o seu modelo de expansão lhe tem permitido chegar a novos mercados. «Queremos ser a melhor marca de acessórios», indicou, acrescentando, como objectivo para 2012, a inauguração de mais de 70 lojas. Já Rui Silva, director de expansão da Tiffosi, apresentou na conferência o novo posicionamento da marca de jeanswear e os seus planos de internacionalização.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...