Merc’art abre as portas a artistas internacionais

São 24 os artistas contemplados na quarta edição do Merc’art, mercado de arte que vive online mas também offline. Este ano, o projecto aposta na internacionalização do portefólio, reunindo obras inéditas de artistas portugueses mas também de autores estrangeiros.

A partir do dia 22 deste mês, o Merc’art invade a Lx Factory, em Lisboa, com trabalhos assinados por ilustradores, street artists, digital artists, fotógrafos e pintores de diferentes nacionalidades. Em exibição vão estar obras originais mas também reproduções mais acessíveis ao público.

«Desde o início do projecto, a ideia era mostrar a arte portuguesa ao mundo e o meu propósito continua a ser esse, mas agora pretendo que o Merc’art seja também uma montra para artistas de outros países que têm escolhido Portugal para viver ou investir», explica Alexandra Quadros, fundadora e curadora do Merc’art.

A lista de artistas desta edição conta com os portugueses Storytailors, mas também com os canadianos Cale Atkinson e Jessica von Innerebner ou, ainda, o brasileiro Cássio Markowski. A ideia é que o Merc’art funcione como uma plataforma de venda de obras de arte e, em paralelo, como impulsionador de novas produções artísticas entre os artistas e marcas.

Alexandra Quadros conta que a street art pode ser usada para um tapume de uma construção de modo a chamar a atenção para o empreendimento. A arte digital, por seu turno, pode servir para criar imagens de marca com realidade aumentada.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Via Verde Estacionar Lisboa com 1.º estacionamento gratuito