iServices: «A nossa selecção de acessórios e gadgets de marca própria tem apresentado uma tendência crescente de cerca de 70% ao ano»

A iServices nasceu em 2011 e tem-se afirmado no segmento da reparação de equipamentos de telecomunicações e informática, como smartphones, computadores, tablets ou smartwatches. No entanto, e nunca esquecendo o core business da empresa, está actualmente presente noutras áreas, o que lhe tem valido o reconhecimento dos consumidores.

Tem, hoje, mais de 40 lojas, espalhadas pelo país e ilhas, e já iniciou o seu percurso internacional, pretendendo fazer da expansão internacional, e nacional, alguns dos maiores objectivos para o futuro.

Com a chegada da pandemia, o canal digital ganhou uma nova dimensão, substituindo a expressão insipiente que tinha por um crescimento exponencial, como reconhece Vânia Guerreiro, directora de marketing da iServices: «À medida que fomos percebendo que, quer a componente de recondicionamento, quer a componente de marca própria, tinham uma forte adesão por parte do consumidor online, começámos a apostar nestas duas áreas de negócio, em paralelo com aquele que é o nosso core business e que é o factor primordial pelo qual somos conhecidos, que é a reparação de smartphones, tablets e computadores. Fruto daquilo que tem sido o crescimento da iServices através do eCommerce, a nossa marca própria de acessórios e gadgets tem apresentado uma tendência crescente de cerca de 70% ao ano», adianta.

Investindo forte num acompanhamento personalizado do cliente que se desloca ao balcão de uma das suas lojas, a iServices vê nesse contexto mais um factor diferenciador dos seus serviços, o que agrada ao público-alvo da marca. «Os nossos técnicos oferecem ao balcão, um acompanhamento de A a Z. Este é um factor de proximidade que temos vindo a solidificar, tentando criar uma relação entre o técnico e o cliente. Sabemos que isso é valorizado e transmite confiança adicional ao nosso cliente», acrescenta a mesma responsável.

Além de prolongar a vida do equipamento, o recondicionamento ou a reparação pode, ainda, diminuir o impacto nocivo da poluição tecnológica na vida do planeta: «Este é um princípio muito importante para a iServices. Sabemos que o lixo electrónico é um dos principais causadores da poluição a nível global. As toneladas de componentes eléctricos e electrónicos que são diariamente mal recicladas e mal reintegradas são uma grave problemática. As entidades mais relevantes estão actualmente a tentar estudar a melhor forma de estes componentes não causarem tanto impacto, mas a iServices coloca este princípio em prática todos os dias», conclui a directora de marketing da marca.

Veja a entrevista na íntegra, aqui:

 

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.