Instituto de Medicina Molecular estreia-se na comunicação

Deixar o público a pensar é o objectivo do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes ao lançar uma campanha repleta de perguntas: Por que razão não existe ainda uma vacina para a malária? Como nasce um cancro na mama? O que é que o chocolate faz ao nosso cérebro?

Segundo Maria Mota, directora executiva do instituto, esta é a «primeira vez em Portugal que é lançada uma campanha que apresenta um instituto de investigação biomédica e que o posiciona como instituição científica geradora e agregadora do conhecimento em ciências da vida e da saúde».

A campanha, assinada pela Nossa e cujo mote é “Antes de uma grande resposta, há sempre uma grande pergunta”, poderá ser encontrada em Lisboa ao longo das próximas semanas. Desta forma, o instituto espera tornar mais palpável o trabalho que tem vindo a desenvolver, envolvendo e informando a comunidade.

«No momento actual, em que as ‘fake news’ e a pseudociência são o tema dominante e os factos verdadeiros quase ignorados, é importante alertar os cidadãos para esta necessidade de questionar e encontrar respostas», conclui Maria Mota.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
MultiOpticas continua a apostar no apoio a crianças e jovens em risco
Automonitor
Novo Renault Captur com classificação máxima no EuroNCAP