Havas UK suspende publicidade na Google

O Havas Group UK decidiu suspender os gastos com publicidade no motor de busca Google e no YouTube. Segundo a agência, a decisão foi tomada em prol dos interesses dos seus clientes britânicos, que incluem marcas como O2, BBC e Domino’s.

A decisão chega depois de anúncios de clientes do grupo terem aparecido ao lado de conteúdos considerados questionáveis. No caso da Hyundai, por exemplo, os anúncios surgiram junto a vídeos que pareciam apoiar actividades terroristas, de acordo com a AdAge.

Paul Frampton, CEO e country manager do Havas Group UK, garante que a suspensão só será removida quando estiverem confiantes de que o Google e o YouTube são capazes de garantir um ambiente seguro e regulado, salvaguardando os interesses das marcas.

Entretanto, houve mais marcas que se juntaram ao protesto contra a Google. Segundo a Campaign, os bancos HSBC, Lloyds Bank e Royal Bank of Scotland já retiraram as suas campanhas digitais e a Vodafone e a Sky estão entre as empresas que ponderam fazer o mesmo.

A Google ainda não comentou directamente o tema mas Ronan Harris, managing diector da Google UK, publicou no blog oficial da empresa uma nota onde fala sobre como melhorar os níveis de segurança. Na publicação, apesar de afirmar que a empresa acredita em liberdade de expressão, reconhece que é necessário implementar políticas mais restritas que definam onde os anúncios devem aparecer: «A intenção destas políticas é proibir que anúncios surgem em páginas ou vídeos com discurso de ódio, violência ou conteúdos ofensivos.»

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Tem dificuldade em encontrar espaços para conferências? Há salas renovadas em Lisboa.
Automonitor
Volvo quer impacto climático neutro em 2040