Grupo DIA cresce nos primeiros 9 meses

O Grupo DIA confirma as previsões para o conjunto do exercício de 2012, anunciando um aumento de 27,6% no resultado líquido ajustado.

No total, e entre Janeiro e Setembro, o Grupo DIA alcançou uma venda bruta sob insígnia de 8.732,7 milhões de euros, o que representa um aumento de 6,9% em relação a igual período do ano passado, a preços constantes. No terceiro trimestre do corrente ano, a facturação cresceu 7% em comparação com o mesmo trimestre de 2011.

O benefício líquido ajustado nos nove primeiros meses do ano situa-se nos 115,4 milhões de euros, o que representa um incremento de 27,6%. “O fortalecimento do mercado espanhol, que registou um aumento das vendas brutas sob insígnia de 5,7%, ascendendo aos 3.653 milhões de euros e o crescimento em 23,7% das vendas nos países emergentes, contribuem para que a DIA possa manter as suas previsões de crescimento e rentabilidade para o final do ano”, refere a insígnia.

«O nosso compromisso por um crescimento dinâmico nos países emergentes é cada vez mais evidente. Seguimos, igualmente, a nossa aposta pelo desenvolvimento da proximidade, especialmente no mercado Ibérico. Queremos crescer com formatos complementares para estar cada vez mais perto do consumidor, tal como reflectem as nossas últimas decisões. Concluindo, temos boas perspectivas para 2012, um ano difícil, mas em que estamos a cumprir uma vez mais os objectivos traçados», confere Ricardo Currás, CEO do Grupo DIA.

A 30 de Setembro o Grupo contava com 6.982 lojas, nos sete países em que opera – Portugal, Espanha, França, Turquia, China, Argentina e Brasil, mais 373 estabelecimentos comparativamente ao ano passado.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)