Fit perfeito entre consumo e território da marca

MARKETEER CONTENTS

O Super Bock Super Rock é o primeiro festival em Portugal que celebrar 25 edições consecutivas. «É, sem dúvida, uma referência, seja pela consistência do cartaz, que integra sempre grandes nomes da música nacional e internacional, como por todas as experiências que proporciona ao público», comenta Maria Estarreja, directora de Águas, Sidras, Patrocínios & Outras Categorias do Super Bock Group.

A responsável garante que, para a Super Bock, é um motivo de orgulho estar associada a este festival desde a primeira edição como naming sponsor, ligação que lhe tem permitido proporcionar experiências diferenciadoras e memoráveis ao público, através dos principais pilares de actuação da marca: Experiência Cervejeira, Música e Sustentabilidade. Maria Estarreja lembra que este é um festival conhecido por ser camaleónico, que lança conceitos e formatos, estreia localizações e tem na sua história o facto de ter sido já organizado em várias geografias, em Portugal e no estrangeiro.

Neste contexto, a Super Bock adequa a sua presença, procurando sempre surpreender. «Será assim também neste regresso ao Meco, onde vamos celebrar esta data tão especial, as 25 edições do Super Bock Super Rock», garante.

Road to SBSR

As comemorações começaram com o Road to Super Bock Super Rock. Trata-se de um circuito de concertos que foi desenvolvido no âmbito da celebração das 25 edições do festival, traduzindo também o compromisso da Super Bock para com o território da música. O circuito percorreu o País, de norte a sul, com actuações de cinco artistas portugueses em 25 bares de música ao vivo.

Com este conceito «conseguimos estar ainda mais próximos dos nossos consumidores em várias geografias a nível nacional. Demos a oportunidade a quem gosta e acompanha a nova geração de músicos portugueses de os ver ao vivo, na sua cidade, antes de actuarem no festival», sublinha Maria Estarreja, que assegura que, globalmente, correu muito bem. Houve uma «adesão fantástica por parte do público, foram várias as salas esgotadas e o feedback foi excelente, inclusive, dos próprios artistas».

A marca sentiu que foi o arranque perfeito das celebrações do 25.º Super Bock Super Rock. Aliás, sendo a 25.ª edição do SBSR uma data de celebração, o Super Bock Group tem grandes expectativas para tudo aquilo que vai acontecer. «Regressamos ao Meco, o que nos permite proporcionar uma experiência e vivência de festival alargada, num recinto diferente face às edições do passado», conta Maria Estarreja. Nesta edição vão actuar conceituados artistas da música nacional e mundial e serão proporcionadas várias outras experiências ao público sob a chancela das marcas do Super Bock Group.

«Será uma edição para celebrar, de um festival que tem um património de que muito nos orgulhamos e que voltará seguramente a surpreender. Quem vai ao Super Bock Super Rock sabe que vai viver três dias para sempre!» A presença de Super Bock na 25.ª edição do Super Bock Super Rock estará assente nos seus três maiores pilares: a Música Autêntica, a Sustentabilidade Ambiental e a Experiência Cervejeira. As acções que vão ser desenvolvidas no recinto estão alinhadas e inserem-se nestes territórios, sempre com o objectivo de proporcionar as melhores experiências.

O regresso ao cenário natural e idílico do Meco significa uma responsabilidade ambiental acrescida, pelo que a Super Bock tem um conjunto de iniciativas preparadas para diminuir a pegada ecológica. É o caso da sensibilização dos festivaleiros para a adopção de comportamentos mais amigos do ambiente, combinando com a abordagem global que a Música no Coração desenvolveu para esta edição. Nesse sentido, numa data tão especial, os copos reutilizáveis encontram-se no festival, mas com uma novidade.

Existem personalizados à imagem desta edição e para promover ainda mais a reutilização de plástico, é possível, a quem quiser, levar para o recinto os copos “amigos do ambiente” das edições anteriores. Outra novidade deste 25.º Super Bock Super Rock é a máquina de cerveja da Super Bock, que funciona a energia solar. Vai estar instalada na zona do campismo, um projecto inovador que a marca criou em parceria com a SunEffects, Energias Renováveis, e inclui um sistema de bebidas de pressão e permite a refrigeração de bebidas em latas, garrafas em PET ou em vidro.

Como é hábito nos festivais e eventos onde Super Bock está presente, a marca vai proporcionar a melhor experiência cervejeira durante os três dias do festival, disponibilizando no recinto a cerveja Super Bock Original, a gama Selecção 1927 e as cervejas especiais Super Bock Coruja.

Na senda pela adopção das boas práticas ambientais no recinto do festival, encontra-se também Vitalis, marca de água sem gás do Super Bock Group. Em conjunto com a ONG Sciaena e com artistas de Sesimbra foram criados recipientes para o depósito das garrafas de plástico de Vitalis vazias, que vão dar origem a uma obra artística.

Mas há outros festivais

Não é um acaso o facto de a Super Bock ser a marca n.º 1 no território da música. É a sua consistência e longevidade no território que o dita. Este ano, como no passado, a Super Bock está presente em vários festivais, quer seja como naming sponsor ou como parceiro oficial.

Beach Party, EDP Cool Jazz, MEO Marés Vivas, MEO Sudoeste, Vodafone Paredes de Coura e Festival Músicas do Mundo. «Existe, por isso, uma presença contínua e consistente da Super Bock em patrocínios ligados à música, em Portugal e não só», recorda a responsável, lembrando que, no estrangeiro, merece destaque o patrocínio de Super Bock ao Montreux Jazz Festival, algo que acontece, este ano, pela primeira vez.

«É mais um motivo para celebrarmos.» Para além de estar no território da música, a Super Bock tem uma forte presença nas festividades locais e regionais, como é o caso do São João do Porto e Braga, para além dos eventos do Ponte de Lima ConVida. Esteve também em vários dos arraiais das Festas de Lisboa. «O que pretendemos, em todos os eventos com apoio Super Bock, é proporcionar a melhor experiência a quem esteja presente, inclusive a cervejeira, uma vez ser esse o nosso ADN, estreitando a nossa relação e proximidade com o consumidor.»

Na verdade, a Super Bock apoia a Cultura, há mais de duas décadas, nomeadamente a Arte e a Música e está cada vez mais presente na promoção activa destas expressões artísticas no país. «São territórios aos quais a Super Bock tem vindo a dar cada vez mais atenção por serem relevantes e catalisadores de mudanças, representativos da sociedade», explica a directora de Águas, Sidras, Patrocínios & Outras Categorias do Super Bock Group.

O compromisso da Super Bock com a Cultura declina num conjunto de iniciativas e experiências que são fruto de um conjunto de parcerias. Neste contexto surge a colaboração entre a Super Bock e Alexandre Farto, aka Vhils, que inclui projectos aos quais o artista está ligado, nomeadamente através da Underdogs Gallery, do Festival Iminente, da Solid Dogma e do Estudio Vhils. Maria Estarreja destaca ainda a parceria duradoura com a Fundação de Serralves e a Casa da Música, «duas grandes instituições das quais somos mecenas e que apoiamos há vários anos, que nos permitem proporcionar experiências diferentes». A música é um território universal de amigos que permite bons momentos únicos e inesquecíveis.

«Nada melhor do que ouvir a nossa banda favorita com uma Super Bock na mão. O fit perfeito entre consumo e território da marca. Permite a vivência da experiência cervejeira, traduzindo os valores da marca e permitindo proximidade com os consumidores, enquanto proporcionamos momentos marcantes», garante a mesma profissional. E remata: «A música permite uma relação com o consumidor que vai muito para além do funcional, traduzindo o espírito da Música Autêntica associado ao Sabor Autêntico.»

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo