Facebook acusado de inflacionar visualizações em 900%

Depois das falhas de segurança, o Facebook vê-se, agora, a braços com nova polémica. Desta vez, a rede social fundada por Mark Zuckerberg está a ser acusada de enganar as marcas, inflacionando as visualizações dos anúncios em até 900%.

De acordo com o The Drum, foi submetido um documento legal em que um grupo de pequenos anunciantes garante que o Facebook falsificou deliberadamente as estatísticas de conteúdos pagos. O objectivo seria levar os anunciantes a gastar cada vez mais dinheiro, acreditando que as suas publicações eram vistas por um conjunto alargado de utilizadores.

O documento indica que o Facebook terá dado conta de discrepâncias nas estatísticas em Janeiro de 2015 mas que esperou mais de um ano para corrigir as informações fornecidas aos anunciantes.

O Facebook nega as acusações: “Sugestões de que tentámos, de alguma forma, esconder esta questão dos nossos parceiros são falsas.” Em declarações reportadas pela mesma publicação, indica ainda de que os clientes foram avisados relativamente ao erro assim que este foi descoberto.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Hyundai promete novo SUV híbrido plug-in para Los Angeles