Emojis ultrapassam acrónimos no Instagram

Que a expressão “LOL” está fora de moda, grande parte dos utilizadores já sabia, mas o Instagram vem demonstrar que o problema está nos acrónimos em geral e não apenas na forma como demonstramos felicidade ou risos. E a culpa é dos emojis.

Em 2010, os emojis surgiam em apenas 10% dos conteúdos do Instagram mas, hoje, são destaque em cerca de metade dos comentários e descrições da rede social, de acordo com dados citados pelo The Independent. A título de exemplo, 48% das publicações na rede social detida pelo Facebook contêm emojis no Reino Unido, 63% na Finlândia e 50% em França.

Fora do grupo dos populares estão também os acrónimos “OMG”, “WTF” e “ROFL”, substituídos por emojis que representem o mesmo tipo de emoções.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual