E ficaram juntos para sempre!

Por Teresa Lameiras, directora de Marketing & Comunicação da SEAT

Não, não é o final de uma linda história – é, antes, o início de um grande projecto que se começa agora e que vai ter uma grande importância na história do sector automóvel em Portugal.

Desde Outubro de 2003 que temos muitas histórias e vivências de sucesso na construção da SEAT em Portugal. Agora, com uma presença da Porsche Holding Salzburg em Portugal, é tempo de unir esforços, reforçando a presença do Grupo VW no nosso mercado, como o segundo mais importante. Mas vamos crescer!

Os desafios da mudança são fantásticos: fazem-nos sair da área de conforto e reequacionar a uma outra dimensão o posicionamento numa realidade nova. Encontrar sinergias, sobretudo em épocas que são mais exigentes, permite às organizações serem mais eficientes, rentabilizar o seu conhecimento e os seus processos. Mas também é importante ter presente que a história da presença de uma Marca com sucesso é o seu património, aquilo que não se pode perder, mais – aquilo que terá que sair fortalecido.

Trabalhar as marcas em pandemia é um enorme desafio: como se pode estar próximo do cliente, ser-lhe útil, facultar-lhe serviços e oportunidades, conseguir vender automóveis e serviços?

É nesta altura que se valida o verdadeiro compromisso com os clientes, com a rede, com os parceiros, reinventando formas que permitam superar as crises, os desafios diários de um negócio sem visitas ou passagens, num País que deixou de ter turistas a conduzir automóveis de rent-a-car nas ruas das cidades e em que que as empresas adiam as suas decisões de renovação da frota. Reinventar em pandemia é urgente, e o automóvel ganhou novamente o protagonismo de um espaço único de segurança.

Mas também este sector, tão desprotegido, sobrevive à margem de soluções governamentais de apoio ao negócio, através, por exemplo, de medidas de apoio ao abate, como aconteceu na maioria dos países europeus, na primeira vaga.

E não importa o enorme peso que tem na economia e nas receitas do Estado.

Não obstante as dificuldades que atravessamos, o automóvel como forma de mobilidade individual e segura, em comparação com outras formas de nos deslocarmos, como por exemplo os transportes públicos, ou o carsharing, recuperou um papel que muitos julgavam perdido. O receio do contágio e a necessidade de garantir protecção individual ditaram esta alteração. O renting individual, a solução que permite sem entrada por exemplo, pagar apenas a utilização do automóvel durante o período definido de quatro anos, ganha nova importância, como solução, sem preocupações.

A venda de seminovos tem uma nova dinâmica e, se bem aproveitada, poderá ser uma forma de encontrar clientes que se poderão fidelizar na marca.

Continuamos a construir o futuro, lançando automóveis de formas diferentes e seguras, a encontrar soluções seguras de conhecerem os nossos carros e irem às oficinas, marcando previamente ou agendando para que o automóvel seja recolhido e entregue em casa, em segurança, sempre.

As dificuldades fortalecem-nos e inspiram- nos a fazer diferente e melhor. Agora ainda mais fortes, porque estamos juntos!

Artigo publicado na Revista Marketeer n.º 295 de Fevereiro de 2021

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...